Quermesse da Mary reabre as portas em BH com opções para o fim de ano

Evento de moda, arte e design convida para o segundo fim de semana na edição especial de Natal. Tudo com segurança quanto ao coronavírus

Joana Gontijo 17/12/2020 11:45

Divulgação
Guilda Catarina e Cátia Magalhães (foto: Divulgação)

O primeiro fim de semana marcou o sucesso de uma nova experiência. Tudo o que poderia ter sido limitado devido à pandemia não tirou o brilho da Quermesse da Mary de Natal, coordenada pela designer Mary Arantes, à frente da Mary Design. Entre essa sexta-feira (18/12) e o próximo domingo (20/12), a 15ª edição do evento reabre as portas em Belo Horizonte, com o segundo grupo de 12 expositores, que oferece objetos para a casa, itens utilitários e decorativos, adornos e cuidados para o corpo.

"Percebemos que tanto os expositores quanto os visitantes se sentiram seguros. Encontrar, mesmo que sem abraço e de máscara, fez bem para todos nós, que estamos nesse momento afastados de tudo", conta a designer e idealizadora da Quermesse. Tudo o que está previsto nos protocolos sanitários de prevenção ao coronavírus está contemplado, e a edição inaugural provou que deu certo. Entre as medidas, distâncias seguras sinalizadas e contagem de pessoas em cada sala, uso de máscara, aferição de temperatura, álcool gel disponível e portas e janelas abertas. A divisão das 24 marcas em duas oportunidades foi outra solução para diminuir o fluxo de visitantes e mostrar mais expositores locais, sem gerar aglomerações.

Para os expositores, uma chance sem igual de alavancar os negócios no fim de ano - muitos não se adaptaram com as vendas online em tempo suficiente. E, para o público, a oportunidade de riscar todos os presentes que ainda faltam na lista do Natal. "A quermesse sempre se orgulhou de ser essa ponte direta entre tantos talentos e o consumidor final. Poder continuar a realizar essa vocação em um momento tão delicado da economia, ainda que em menor escala, é gratificante", afirma Mary Arantes.

A pandemia, como tudo que tem seu aspecto positivo, permitiu para a designer que o trabalho seguisse a todo vapor. "Nunca produzi bijus como agora", comenta Mary. Os desafios enfrentados na confecção das peças, por um lado devido às dificuldades do processo criativo, e por outro pela produção mais elaborada, agora foram vencidos com todo o tempo a seu favor.


Divulgação
Mary Design (foto: Divulgação)

Ricas, delicadas, com desenhos especiais, as bijus de Mary Arantes sobressaem pela exclusividade e os traços singulares, entre produtos em cristais, brincos unilaterais, formas alongadas, escolha apurada de materiais, em uma identidade já conhecida pelo público. Na Quermesse, além das peças novas, outras serão expostas em caráter de bazar, com descontos de 50%.

No cardápio

Arte impressa em tecido. Com a marca Guilda Catarina, o artista plástico e designer Estevão Machado cria passadeiras, caminhos de mesa e jogos americanos em uma leitura criativa que apresenta na Quermesse. A partir de referências fotográficas sobre a flora brasileira, ele pinta cada peça, em tecido 100% algodão, como verdadeiras telas. São recortes para conceber lindos desenhos de helicôneas, copos de leite, bambus e flores do campo, entre outros, transformados em itens repletos de cor para receber bem à mesa.

Divulgação
Aveia e Ana Tereza Lage (foto: Divulgação)

A mistura de materiais, usando a prata como elemento central para conversar com pedras brutas, algodão, seda e linhas é a identidade da joalheira Cátia Magalhães, há 8 anos empenhada na produção de brincos, colares, aneis e broches em prata. A concepção em traços orgânicos e peças únicas feitas à mão, pouco repetidas, é o que vem à tona no trabalho de Cátia, muito com inspiração em folhas e flores. Um design atual em que sobressaem técnicas de textura e oxidação. Para a Quermesse, ela apresenta uma coleção confeccionada em pérolas e, para esta edição, uma novidade: as peças em cobre.

Tecidos e linhas como expressões livres, em novos olhares. Em telas de tecelagem em diversos formatos, a artista mineira Liliane Coelho participa da Quermesse com a série Orgânicos. Liliane é conhecida pelo trabalho que enaltece elementos da arte têxtil em tom contemporâneo. Na Quermesse, a artista traz ainda produtos funcionais, como as carteiras feitas a partir de resíduos da indústria têxtil.

Divulgação
D'Banho e Liliane Coelho (foto: Divulgação)

Desenhos tortuosos, aspecto inacabado, bordas imperfeitas, nem por isso menos preciosos. A cerâmica percebida com intuição e sensibilidade. A pintura abstrata em peças cerâmicas é a assinatura da ceramista e artista plástica Ana Tereza Lage. Esmero desde a escolha da cartela de cores reduzida, espartana, para a participação na Quermesse com uma obra inovadora.

Divulgação
Lúcia Borges e Lóris (foto: Divulgação)

São tapetes ou painéis? Na Madame Frufru, os itens em tapeçaria têm referências da arte, da moda e do colorido do mundo, passeando entre a parede e o chão. É de Míria Tome a autoria da etiqueta. A Amazônia, no contraponto entre a exuberância do verde e o vermelho do desmatamento, a calçada da praça diante do Teatro Amazonas, em Manaus, que levam às ondas criadas com consultoria de Mary Arantes, referências sobre o encontro dos rios Negro e Solimões, até inspirações na praça do Róssio, em Lisboa, dão o mote para a composição dos tapetes.

É da experiência como designer de calçados o ponto de partida para o trabalho de Lúcia Borges. Um conhecimento que agora explora para apresentar a linha de acessórios. A leveza, o tom fosco e industrial da borracha são pilares da coleção que traz para a Quermesse, pautada pelo feminino, o urbano e o essencial, em uma criação que também pontua materiais nobres, como a madeira natural ou pintada com tintas metálicas como focos de luz.

Divulgação
Marble Design Pieces e Alex Dário e Vitor Carpe (foto: Divulgação)

A moda, a roupa e a costura são presenças marcantes na trajetória de Flávia Souza. Uma paixão que herdou da mãe, costureira há 50 anos, e um sonho de criança agora concretizado na Lóris. A marca tem a intenção de ser uma roupa que oferece para quem veste a liberdade de ser o que se quer. Com preponderância de tecidos nacionais e fibras naturais, são peças amplas que cabem em todos os corpos.

"Comer em pedras". É a ideia da linha de sousplats, pratos, copos, tábuas para antepastos, pratos que servem como fruteiras e outros usos, compostos em pedras sintéticas e naturais, como a ardósia, o norte da criação de Raquel Guerra, à frente da Marble Design Pieces.

Divulgação
Madame Frufru e Ubuntu Nation (foto: Divulgação)

A D'Banho simboliza o encontro da psicóloga Janaina Ianomami com a saboaria. Um universo que explora de forma descontraída e afetuosa com os elementos também para cuidados pessoais. São sabonetes artesanais, escalda pés, hidratantes para as mãos e aromatizadores, que carregam, em suas embalagens ou formas, mensagens e um jeito leve de ser.

Os figurinistas e personal stylists Alex Dário e Vitor Carpe trazem para a Quermesse parte de seu acervo de peças de roupas e acessórios usados em obras do audiovisual e por celebridades. A dupla apresenta ainda objetos de coleções pessoais, como brinquedos, utilitários e itens de decoração.

Mãe e filha, Myriam e Maira Sette contam histórias entre fios entrelaçados e pisadas do tear. Com a produção alicerçada nas técnicas tradicionais de Resende Costa, onde viveram por muito tempo, a Aveia, marca criada por elas, reúne jogos de mesa, tapetes, almofadas, estandartes, colchas e mantas. Em texturas, cores, ritmos, sons e pela distração que a técnica provoca, a etiqueta chega à Quermesse celebrando o design, a memória e a valorização dos saberes típicos dos mineiros.

A Ubuntu Nation é mais uma convidada. Parte do projeto internacional Fraternidade Sem Fronteiras, participa do evento para arrecadar fundos para ações com refugiados na África. Estarão expostas peças doadas pela marca Elisa Atheniense, e outras confeccionadas exclusivamente para a ocasião, como os sousplats, feitos pela etiqueta Rogério Lima, com o tecido das capulanas trazidas da África.


Veja a lista de expositores:


Alex Dário e Vitor Carpe @alexdario

Ana Tereza Lage @analage_ceramicas

Aveia @aveia.tapecaria

Cátia Magalhães @catiamagalhãesjoalheria

D'Banho @dbanho

Guilda Catarina @guildacatarina

Liliane Coelho @lilianecoelho.art

Lóris @vistaloris

Lúcia Borges @l-u-c-i-a- b-o-r-g-e-s

Madame Frufru @madame_frufru_

Marble Design Pieces @marbledesignpieces

Mary Design @mary_design


15ª Quermesse da Mary
Edição de Final de Ano
De 18 a 20 de dezembro
Sexta e sábado, de 10h às 19h
Domingo, de 10h às 17h
Na Rua Ivaí, nº 25, Serra - Belo Horizonte

Informações:

Mary Figueiredo Arantes:

mary@marydesign.com.br
@quermessedamary
@coisasdamary