Pato Fu estreia figurino agênero em lançamento do álbum Música de Brinquedo 2, amanhã, em SP

Fernanda Takai convidou o estilista Rodrigo Fraga para desenvolver looks em alfaiataria tradicional e street wear

por Laura Valente 11/10/2017 15:01
Croqui/reprodução
(foto: Croqui/reprodução)
Uma novidade integra as surpresas da estreia do show Música de Brinquedo 2, da banda mineira Pato Fu: o figurino agênero, que mescla alfaiataria e street wear, assinado pelo estilista mineiro Rodrigo Fraga."O convite partiu da cantora Fernanda Takai, que enfatizou “o desejo de ter a elegância da alfaiataria nesse novo projeto", revela o criador, que sempre acompanhou o sucesso da banda belo-horizontina. "Conterrâneos, somos amigos nas redes sociais, canais em que acompanhamos o trabalho um do outro. Além disso, ela e outros integrantes da banda são clientes da marca. Assim, recebi com entusiasmo o projeto de desenvolver o figurino que promete surpreender o público acostumado a ver a Fernanda em looks mais femininos. Até por uma vontade nossa em falar sobre a moda agênero, que não define o usuário pelo sexo", avisa. 

Formado em BH e em Londres, cidade onde se apaixonou pela moda masculina e definiu que iria trabalhar o segmento, Rodrigo já desfilou na São Paulo Fashion Week (SPFW) antes de optar por focar a criação na alfaiataria autoral e sob medida, ramo ao qual tem se dedicado nos últimos 11 anos. Em criações para noivos, executivos, profissionais liberais e público em geral, a carreira é reconhecida pelo rigor no corte, detalhes e acabamentos em produções personalizadas. 
Rodrigo Guedes/divulgação
(foto: Rodrigo Guedes/divulgação)

O projeto assinado para o figurino da banda não foi diferente."Trabalhei elementos de contraste entre tradição e modernidade em looks que contrapõem as partes de cima com as de baixo. As roupas surpreendem ainda pelos detalhes diferentes na frente, de lado e de costas, e há uma surpresa no fim da apresentação", revela. Para arrematar a produção, os sapatos foram desenvolvidos em parceria com a designer Virginia Barros. Vale lembrar que o criador contabiliza em seu currículo nove espetáculos, entre produções mineiras e paulistas, em teatro, dança e circo, alguns trabalhos premiados. 
 
Leveza e poesia 
Na cartela de cores, Fraga explorou pretos, cinzas, grafites e chumbo, mas iluminou os modelos com pinceladas de cores reluzentes nos detalhes dos aviamentos refletivos e dos acessórios. Aos padrões clássicos em riscas de giz, espinha de peixe, xadrez e Chevron, mescla tecidos com alto padrão tecnológico a exemplo de cambraia inglesa, algodão australiano 120´s new classic italiano, sarja 120´s super 140´s e algodão peruano. Entre os modelos fraque, casacas, sobretudo, blazeres, coletes, camisas e bermudas."Para um figurino que tem a excelência da roupa sob medida, tudo é único e exclusivo, respeitando a individualidade e as medidas de cada membro da banda", detalha.  

Prestes a embarcar para assistir ao show e ajudar a vestir os integrantes do Pato Fu, o designer afirma que o mais empolgante do trabalho, desenvolvido em tempo recorde de um mês, é “poder levar elementos tradicionalmente conhecidos na indumentária masculina como fraque, colete, camisa, gravata, abotoadura e cartola para o visual da Fernanda Takai, mas sem perder a leveza e a poesia  que o espetáculo pede. Em tempos de discussão sobre moda sem gênero, é um momento oportuno de criar para ela um novo visual ainda não visto nos palcos pelos fãs da banda.” 

VÍDEOS RECOMENDADOS