Mara Maravilha pede desculpas após ser acusada de transfobia

Apresentadora evangélica causou polêmica ao fazer comentários sobre Ivana, personagem trans da novela 'A força do querer'

por Estadão Conteúdo 25/08/2017 12:55
Reprodução Instagram
(foto: Reprodução Instagram)
Na última quarta-feira, 23, Mara Maravilha causou revolta nas redes sociais por alguns comentários que fez sobre Ivana, personagem transexual de "A Força do Querer", no programa "Fofocalizando". No dia seguinte, a apresentadora resolveu pedir desculpas.

Tudo começou quando o programa mostrou a primeira foto de Ivana, interpretada por Carol Duarte, após a transição. "Deus fez Adão e Eva, agora é Adão e Ivo", comentou Mara. Leão Lobo então elogiou a autora da novela, Glória Perez, por abordar o tema na trama, e Mara rebateu: "Tem que respeitar. Mas pra procriar ainda é homem com mulher e mulher com homem".

Após os comentários, dezenas de internautas foram até as redes sociais de Mara para criticá-la. Com tanta repercussão, ela resolveu se explicar no dia seguinte. "Eu amo trabalhar aqui e minha função é ser uma das apresentadoras, uma das comentaristas, minha função aqui nunca foi ser atriz, então não consigo encenar. Chorei muito de ontem para hoje, mas vou ser sincera. Primeiro, se eu ofendi alguém nessa situação que eu falei ontem, me perdoe. Agora, já estou ficando muito triste com essa situação de que tudo 'a Mara é homofóbica'", disse ela.

Então os outros apresentadores, Mama Bruschetta, Leão Lobo e Leo Dias, saíram em defesa de Mara. "Eu fui uma das primeiras pessoas que brigou com Mara aqui no programa, todo mundo sabe disso, mas Mara Maravilha nunca foi homofóbica. Ela crê em um mundo que não é o mesmo que o seu, levantador de bandeira. Você sim é homofóbico, porque vê a homofobia no olho de quem não é. Mara é uma pessoa que nos respeita", disse Mama.

"A gente respeita a opinião dela porque eu sou a favor da diversidade, da diversidade de opinião inclusive", disse Leão Lobo. Mara chegou a chorar enquanto se explicava, pedindo para que as pessoas respeitassem seu ponto de vista.

Entretanto, o pedido de desculpas de Mara não convenceu muitos internautas, que acreditam que ela queria justificar seu preconceito como opinião. "Mara faz comentários homofóbicos e transfóbicos um dia e chora no dia seguinte se fazendo de vitima", criticou um usuário do Twitter.

Após o programa, Mara usou seu Instagram para defender sua liberdade de expressão. "Aqui pensando, o que é intolerância para cada ser humano? Muitas vezes, o simples fato. Enquanto a mim, vivo em paz com o meu direito comum a todos: liberdade de expressão... e já que são Mara, sejam amor. No mais, me perdoem se mesmo sem nenhuma intenção ofendi", escreveu ela na legenda de uma foto.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE MEXERICO