La Vinicola aposta na casuallidade para divulgar os benefícios do vinho

Casa oferece a chance do cliente escolher a uva que deseja consumir, não a marca do vinho

por Redação EM Cultura 13/10/2017 10:13
Túlio Santos/EM/D.A Press
Ramon Cruz e o chef Vitor Pacheco querem ensinar o cliente a descobrir sua uva predileta. (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

Vinhos a preços acessíveis em ambiente simples e informal, com direito a mesas na calçada. A iniciativa partiu de Ramon Cruz, dono de uma importadora que distribuía rótulos de pequenos produtores italianos para hotéis e restaurantes de BH. Ele notou que a importância e a história da vinicultura eram ignoradas pelos consumidores. Uniu-se a Victor Barbieri, experiente na gerência de restaurantes, e ao chef Vitor Pacheco para abrir o La Vinicola, onde o consumo da bebida pode se dar de forma prazerosa e educativa.

A casa, que pode receber até 56 pessoas, oferece atrativos para os amantes das boas safras. Máquina italiana, exclusiva no Brasil, é capaz de comportar até oito rótulos em temperatura e conservação ideais. O grande diferencial está no fato de o cliente ser convidado a escolher a uva que deseja consumir – e não a marca do vinho. Tal proposta vem ao encontro de um dos pilares da filosofia do bar: formar novos consumidores e atrair os leigos.

Oito tipos de uvas estão sempre disponíveis. As fixas são merlot, carménère, syrah, chardonnay, sauvignon blanc e cabernet sauvignon. Toda a equipe do La Vinicola fica a postos para auxiliar o cliente a “encontrar” sua bebida preferida.

Vinhos clássicos são servidos em taças de 75ml (R$ 7) e R$ 150ml (R$ 12). Pode-se também optar pela garrafa de 750ml (R$ 50). Os espumantes (brut ou rosé brut) custam R$ 12 (150ml) e R$ 50 (750ml). Os preços fixos, abaixo dos valores de mercado, traduzem a proposta da casa de popularizar a bebida. Por isso, o valor equivale ao da cerveja. Há também promoções: consumindo 10 taças de vinho (75ml) ou 10 long necks de cerveja, o freguês paga R$ 6 em vez de R$ 7 (unidade).

Esta semana, o bar promove festival de vinhos rosês, com oito opções de produtos importados (R$ 60 a garrafa).

 A carta de vinhos não dispensa opções mais sofisticadas, oferecendo 10 rótulos de importação exclusiva (a partir de R$ 90 a garrafa). Destaca-se o Vigna alle Nicchie IGT (R$ 300; 750ml), produzido por uma vinícola familiar de San Miniato, na Toscana. A uva é a tempranillo, tradicional na Espanha e raríssima na Itália.

RARIDADE Explica-se: as vinhas ficam numa das rotas usadas antigamente por peregrinos que deixavam a cidade espanhola de Santiago de Compostela em direção a Roma. As sementes teriam sido plantadas por eles na Toscana.
 O cardápio se baseia em pedidas fingerfood, que dispensam o uso de talheres. O chef Vitor Pacheco mesclou as culinárias mineira e italiana. Uma das pedidas é o Cannoli toscani: massa crocante recheada com linguiça de leitão, pomodoro, alho-poró e especiarias exclusivas. Os pratos fingerfoods custam R$ 15 (porção individual) e R$ 28 (para dividir).

Há também massas e risotos (R$ 18). A cada semana, o chef apresenta um novo risoto, preparado com os produtos da estação. O destaque fica por conta do Risocanastra, feito com costela de leitão marinada e assada por 12 horas, desfiada sobre risoto de queijo canastra de São Roque. Entre as pedidas vegetarianas está o canelone recheado com abobrinha italiana refogada em ervas e gorgonzola, coberta por molho LaCreme e gratinada com queijo parmesão.

Sugestão para compartilhar é o Malbec bread (R$ 35): panhoca artesanal recheada com molho cremoso de funghi e tiras de filé marinadas por 24 horas em vinho malbec. Vitor Pacheco diz que o sabor intenso desse prato combina com o vinho tinto malbec ou syrah. Pode-se pedir uma panhoca e uma garrafa de vinho pelo preço promocional de R$ 70.

Entre as sobremesas, destaca-se o tiramisu, tradição italiana, que ganhou um toque de creme irlandês (R$ 8).

LA VINICOLA WINE BAR E FINGERFOOD
Rua São Paulo, 1.815, loja 1, Lourdes. (31) 3889-0098. Aberto de terça-feira a sábado, das 17h às 23h30. Não faz reservas. Capacidade: 56 pessoas.
 

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE GASTRONOMIA