Dow Jones Bar cria cotação em que bebidas mais consumidas custam menos

Brincadeira de negociação da nova casa em BH imita modelo das bolsas de valores

por Fernanda Machado 28/02/2013 13:53
Benedita Comunicação/Divulgação
(foto: Benedita Comunicação/Divulgação)
Inspirado no modelo das bolsas de valores, o Dow Jones Bar, que abre as portas em BH nesta quinta-feira, 28, propõe aos clientes uma brincadeira de cotação dos produtos oferecidos na casa. Funciona assim: quanto mais clientes consomem uma determinada bebida, menos ela custa.

A ideia é inverter a lógica das ações negociadas no mercado financeiro — onde maior procura costuma significar elevação nos preços. "Ao contrário de outras casas do gênero ao redor do mundo, aqui quanto mais se demanda, menos se paga", explica Mauro Castelo Branco, que divide o comando do espaço de 350 m² (para 180 pessoas) com a sócia Alaine Marques.

A princípio, as cervejas long neck e o chopp Backer são as opções para a brincadeira de negociação na Dow Jones. Os garçons usam terminais eletrônicos que atualizam a venda das bebidas e os clientes podem acompanhar a cotação dos produtos em TVs espalhadas pelo bar. A direção pretende ampliar os itens com preço comandado pelo público à medida em que os clientes se acostumarem com o modelo.

Dow Jones Bar
Av. Francisco Sá, 590 – Prado; (31) 3318 0842.
Funcionamento diário, a partir das 18h. Aceita dinheiro, cartões de débito e crédito.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA