Lanche gourmet

Demi Baguette dá dignidade ao sanduíche e oferece cardápio selecionado de pratos e saladas

por Eduardo Tristão Girão 16/09/2011 07:00
Andre Hauck/Esp. EM/D.A Press
Pão com presunto serrano espanhol: lanche para quem não quer saber de fast food (foto: Andre Hauck/Esp. EM/D.A Press )
Não adianta espernear: no pão em que entra queijo não entram frios e vice-versa. A baguete, parte fundamental não apenas da gastronomia, mas também da identidade francesa, é a especialidade da Demi Baguette, casa recém-inaugurada em Lourdes pelo chef Ives Figueiredo, veterano da cena belo-horizontina, que é um dos fundadores do Clube Gourmet de Minas Gerais e foi dono do Pato Selvagem. É por isso que ele separa as opções de sanduíches entre “frios” e “queijos finos” no cardápio. E fim de papo.

O que primeiro se vê ao entrar na casa é a vitrine refrigerada que guarda presunto cru, salame, copa, mortadela, brie, parmesão, gruyère, gorgonzola e outras delícias. Nacionais e importadas, é importante ressaltar, uma vez que o país conta com produtores de nível elevado dominando diversos tipos de processo, a exemplo dos laticínios no Sul de Minas Gerais, do queijo tipo grana padano de Vacaria (RS) e do presunto cru tipo serrano feito em Catanduva (SP). Esses e outros produtos estão na vitrine local.

Já o pão, tão importante como o recheio, é produzido de acordo com mistura desenvolvida pela Vilma especialmente para a casa, onde chegam pré-assados. São finalizados em forno combinado e servidos em temperatura próxima a ambiente. Cada sanduíche recebe, além do ingrediente principal, poucos itens adicionais, para que os sabores não entrem em conflito. Os que são feitos com frios podem levar fatias de tomate, uma camada de patê ou mesmo um fio de azeite. Nos de queijo, nada mais.

Os sanduíches estão disponíveis nos tamanhos demi (30cm) e petit (15cm). No caso dos maiores, custam entre R$ 16 e R$ 38 se feitos com frios (presunto cru pata negra, salame cantimpalo, mortadela italiana etc.) ou entre R$ 16 e R$ 24, no caso de levarem queijos (brie, emmenthal, camembert etc.). No caso de ambos, o tamanho menor sai sempre por pouco mais da metade do preço. A gerente do delivery, Aline Silva, trabalhou por 12 anos na extinta delikatessen Calecute e é a responsável por fatiar todos os produtos.

Pratos
Com capacidade para 70 pessoas, a casa tem oito mesas na calçada e salão interno mais formal, embora sem toalhas nas mesas. Os fregueses que não quiserem consumir os frios e queijos em sanduíches, mas porções separadas, podem fazê-lo pagando valores entre R$ 8 e R$ 40 (100g), dependendo do item escolhido. Pelos mesmos preços é possível levá-los para casa. O serviço de delivery, que por enquanto só abrange Lourdes e bairros vizinhos, permite receber em casa sanduíches, queijos, frios e vinhos.

O cardápio lista também saladas, sopas, sobremesas e pratos. Entre as pedidas (todas individuais), estão coq au vin (R$ 35), filé com vinho tinto, manteiga de escargot e batata rösti (R$ 44) e linguado ao creme de uvas brancas com aspargos (R$ 38). “Ainda hoje recebo aqui pessoas saudosas do Pato Selvagem”, orgulha-se Ives. Vinhos formam carta com 80 rótulos (Casa do Vinho, Decanter, Expand e Zahil) e preços entre R$ 33 e R$ 142 (garrafa).

Vem que tem
O Demi Baguette foi concebido como modelo para franquia e a intenção de Ives e dos sócios Moacir Oliveira e Rodrigo Vianna é expandir para o interior e outros estados. “Queremos estar também em shoppings, hotéis, quiosques e aeroportos. Pensamos muito no receptivo para os jogos de 2014 e 2016. São esperados milhares de europeus no Brasil e por isso vamos conservar o máximo possível da tradição de baguetes. É uma comida familiar a eles, um porto seguro”, analisa Ives.

Demi Baguette
Rua Antônio Aleixo, 240, Lourdes.
(31) 3054-8888. Aberto de segunda a sexta-feira, das 12h às 23h; sábado e domingo, das 12h à meia-noite.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA