Feito em casa

Hambúrgueres artesanais conquistam cada vez mais espaço nos cardápios da cidade

por Eduardo Tristão Girão 15/07/2011 07:00
Fotos: Pedro David/Esp. EM/D. A Press
A sanduicheria Jack%u2019s Big Burger, no Sion, serve sanduíches com recheios e pães especiais (foto: Fotos: Pedro David/Esp. EM/D. A Press)

Já não há dúvidas, mas nada como a inauguração de mais uma casa do segmento para confirmar a tendência observada na cidade: o belo-horizontino aderiu de vez ao hambúrguer artesanal. Ele não é difícil de fazer, nem requer ingredientes especialíssimos, mas dá mais trabalho para quem abandona a praticidade dos bifinhos congelados. Em compensação, o freguês não precisa ser expert para constatar o contraste de qualidade. A mais nova casa a apostar nisso é a Jack’s Big Burger, no Sion.

Como Belo Horizonte dispõe de pelo menos 10 casas servindo hambúrguer de produção própria, não é tarefa complicada agrupá-las de acordo com suas respectivas propostas. A do Jack’s Big Burger é próxima a do B Bistrô, de apelo gourmet aparente. São seis tipos diferentes de sanduíche, cada um com pão, carne, queijo e molho próprios – sem falar no de linguiça e nas duas pedidas infantis.

Localizada na pequena Rua Paraguai, a casa comporta apenas 35 pessoas em ambiente que, como é de costume no ramo, remete aos anos 1950: piso preto e branco quadriculado e sofás e cadeiras estofadas com vinil vermelho. Ao fundo, TV passa filmes antigos, como Monstro da Lagoa Negra, Drácula e A múmia. Uma das paredes é decorada com desenhos de Rodney Buchemi, belo-horizontino que trabalha para a Marvel, DC Comics e Big Jack Studio, este último de propriedade de um dos sócios da hamburgueria, Cristiano Seixas. O cardápio também conta com ilustrações, cada uma remetendo a um hambúrguer.

“Quisemos criar uma casa com comida de fácil acesso para todos, mas com clima gourmet e sem afetação. Uma hamburgueria com esse know how, mas sem onerar. Se a casa fosse muito para o lado de bistrô, seria impossível”, afirma Cristiano. As receitas são do chef Tércio Maia (ex-Osteria Degli Angeli) e exigiram muitos testes para chegar à forma final, uma vez que os sócios optaram por sanduíches cujos ingredientes praticamente não se repetem. Nem os pães.

Trufa
O mais básico deles é feito com hambúrguer bovino (acém), molho da casa (espécie de barbecue, à base de uísque), cheddar e cebola caramelizada em pão australiano (R$ 17,90). Destaque para outras opções de hambúrgueres feitos com carne de cordeiro (e molho de hortelã e menta, gorgonzola, abobrinha e alface americana na ciabatta; R$ 23,90) e de boi com ervas (e redução de balsâmico, geleia, queijo cottage, cogumelos na manteiga e alface americana no focaccia; R$19,90). Bifes de jacaré e avestruz estarão disponíveis mês que vem.

No topo das opções, por R$ 39,50, está o hambúrguer de filé mignon com ovo frito na manteiga trufada, lascas de queijo grana padano e alface americana no pão francês regado com azeite trufado. Todos os sanduíches são servidos com batatas, que, como os pães, são assadas em forno de convecção. Já os hambúrgueres, produzidos a cada dois dias, são preparados em forno combinado. Pães (Gran Forno) são entregues na casa diariamente.

Completam o cardápio três opções de grelhado (bife de chorizo, costelinha e peito de frango) servidos como pratos individuais (cerca de R$ 26, cada), três de salada (cerca de R$ 16, cada) e seis de milkshake (cerca de R$ 15, cada). Para sobremesa, oferece sundae, banana split e brownie com ganache de chocolate e sorvete (cerca de R$ 15, cada). Cervejas variam entre R$ 5,50 e R$ 16,90 e refrigerantes em lata saem por R$ 3,50.

Jack’s Big Burger
Rua Paraguai, 20, Sion. (31) 2552-4002. Aberto de terça a sexta, das 11h30 às 14h30 e das 18h à 0h; sábado, das 18h à 0h; domingo, das 17h às 23h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA