Pampulha abriga duas novas casas

Juscelino Deck Beer e Cocana Beer contam com 600 lugares cada

por Eduardo Tristão Girão 27/08/2010 07:00
Pedro David/Esp. EM/D. A Press
Picanha na parrilla, prato da requintada choperia Juscelino Deck Beer (foto: Pedro David/Esp. EM/D. A Press)
Se hoje a abertura de um restaurante como o Vecchio Sogno (em termos de tamanho e gênero) se tornou evento difícil de ocorrer em Belo Horizonte, o mesmo não pode ser dito a respeito dos bares. Choperias e casas de carne não raro espocam aqui e ali com salões prontos para atender fregueses às centenas. A Pampulha não foge à regra e parece ser terreno fértil para esse modelo de negócio (vide os gigantes Xapuri, Paladino e Filé), como atestam duas recentes inaugurações: Juscelino Deck Beer e Cocana Beer, ambas com 600 lugares na orla da lagoa.

“Como morador da região, sentia falta de uma choperia com mais requinte,” conta Tiago Abdo, um dos três sócios da Juscelino, inaugurada há duas semanas. A família dele tem experiência hoteleira, mas esse é o primeiro empreendimento no ramo gastronômico. A procura pelo ponto se deu exclusivamente na região e o local escolhido esteve à beira de abrigar uma concessionária de veículos. Grande reforma deu origem aos ambientes interno (com “ilhas” de chope, pizza e parrilla) e externo (com mesas sobre deck de madeira).

O nome foi escolhido por meio de votação popular na internet e o ilustre diamantinense foi homenageado com painel de fotos da época da inauguração da Pampulha, mosaico e um Porsche 1955, atualmente estacionado à vista de quem passa pela rua. Pizzas (quase 40, assadas em forno à lenha) e carnes são as especialidades do local, embora o cardápio também liste porções variadas, massas e até saladas e sobremesas. Da parrilla saem bife de chorizo (R$ 27), polvo com batata e páprica picante (R$ 24) e provolone com abacaxi (R$ 15,50), todos acompanhados por dois molhos, vinagrete e farofa de bacon.

Todos os chopes (entre R$ 4,20 e R$ 5,90) e cervejas (R$ 5, long neck) são da mineira Backer. Entre as opções de coquetéis estão a caipimorango (R$ 9,80), o mimosa (espumante com suco de laranja, R$ 12,50) e o lei seca (com leite condensado e sucos de pêssego, manga e laranja, R$ 8). A casa trabalha somente com sistema de cartela individual.

LANCHONETE O desavisado que passa pela porta do Cocana Beer talvez não imagine que a casa que hoje se projeta imponente à beira da Lagoa da Pampulha começou como pequena lanchonete, vendendo praticamente pastel, caldo de cana e água de coco. Com investimento de R$ 1,5 milhão, os empresários Vanderlúcio Sobrinho e Luciana Horta construíram casa de 900 metros quadrados, incluindo lanchonete, salão principal, cascata artificial e mezanino, sem contar os 70 metros quadrados dedicados ao lazer das crianças.

O cardápio é composto por pratos individuais, petiscos (vários deles com peixes e frutos do mar), pizzas e carnes assadas em parrilla (bife ancho, R$ 7,70/100g e picanha argentina, R$ 7,99/100g, por exemplo). Para beber cervejas (entre R$ 4,50 e R$ 10,80) e chopes (entre R$ 3,90 e R$ 4).

COCANA BEER
Avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.830, Pampulha, (31) 3427-7315. Aberto de segunda a sexta, das 17h à 1h; sábado, das 12h às 2h; domingo e feriado, das 12h às 12h.

JUSCELINO DECK BEER
Avenida Otacílio Negrão de Lima, 2.733, Pampulha, (31) 3441-1306. Aberto de terça a sexta, das 17h ao último cliente; sábado, domingo e feriado, das 11h ao último cliente.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA