Chefs e convidadas especiais enriquecem festival com tempero feminino

por Thaís Pacheco 20/08/2010 07:00
Sibaris/Divulgação
Deise Novakoski, apresentadora do Menu confiança, do GNT, desvenda os mitos da harmonização (foto: Sibaris/Divulgação)
Mulheres no comando e programação cultural bastariam para tornar rica a 13ª edição do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes. Mas o evento preparou várias atrações para as 35 mil pessoas esperadas este ano. Os Festins são o ponto alto. Neles as chefs fazem jantares especialmente para um grupo restrito, em lugares especiais, para cerca de 100 pessoas que compram ingresso. Este ano, os Festins bateram recorde. As vendas, abertas em 21 de julho, foram finalizadas em nada menos que 24 horas. A título de curiosidade: o valor era R$ 280 para festins das chefs brasileiras e R$ 330 as internacionais, nas pousadas Villa Paolucci e Pequena Tiradentes. Confira as outras atrações:

Cidade da chef – cursos e palestras – Espaço criado na Praça da rodoviária, que oferece cursos, palestras e fóruns com convidados e público. “Gostamos de democratizar a gastronomia, por isso, utilizamos área pública, em que as pessoas podem ter cursos de gastronomia totalmente gratuitos,” explica Rodrigo Ferraz, organizador do festival. Quem for aos cursos poderá conhecer vinhos, cervejas, cachaças e produtos de origem. O consumo de produtos é cobrado.

Tour gastronômico – O objetivo é “movimentar o comércio local.” Os restaurantes e hotéis da cidade vivem do turismo, que é fortemente ativado durante o festival. Cada restaurante, mesmo não estando no evento com um chef, prepara um prato especialmente para a data. É uma opção, por exemplo, para quem não conseguiu ingresso para os festins.

Sibaris/Divulgação
Prato da chef Angela Hartnett: vitela assada com nhoque e creme parmesão (foto: Sibaris/Divulgação)
AS CONVIDADAS

Estas são as chefs que vão mostrar, em Tiradentes, porque estão entre as melhores do mundo e podem representar um novo mercado de gastronomia, em que saias entram no comando de cozinhas internacionais:

Helena Rizzo – Nascida em Porto Alegre é chef do restaurante Maní. Em 2007, foi a melhor chef do ano pela Revista Gula. Em 2008 e 2009, conquistou prêmios de melhores pratos brasileiros e contemporâneos pela revista Veja e melhor chef do ano pela Revista Comer e Beber da Veja São Paulo.

Margot Janse –A holandesa comanda o Lê Quartier Français, que ocupa o 31º lugar no ranking dos 50 melhores restaurantes do mundo. Margot utiliza nos seus pratos produtos que privilegiam a estação e os ingredientes disponíveis no pomar orgânico do hotel onde trabalha, além de produtos locais.

Ângela Hartnett – A britânica é pupila de Gordon Ramsay, da série de TV Hell’ s kitchen. Traz ao festival a cozinha herdada da Itália, com releituras modernas e valorização dos ingredientes.

Rougui Dia – Chef do parisiense Petrossian, a melhor cozinha de caviar do mundo. A marca de Dia é a união entre ingredientes de sua memória e ingredientes tradicionais de restaurantes.

Sibaris/Divulgação
No cardápio de Tiradentes, salada Waldorf a moda da chef Helena Rizzo (foto: Sibaris/Divulgação)
Bel Coelho – Em 2004 recebeu o prêmio de chef revelação oferecido pelo júri de Veja São Paulo. Estudou em São Paulo, Nova York, e países como Inglaterra, França, Portugal e Espanha – onde trabalhou no El Celler Can Roca, de duas estrelas no Guia Michelin.

Reine Sammut – Criadora da “cozinha do amor,” trabalha sabores mediterrâneos, influenciada pela Tunísia, Malta e Sicília. Valoriza o trabalho de pequenos produtores e uma variedade de azeites provenientes da bacia Mediterrânea. Reine e o marido são reconhecidos pelos guias franceses com uma estrela Michelin.

Adeline Grattard – Acaba de ganhar sua primeira estrela Michelin. A comida é feita com técnicas e temperos asiáticos, misturando o chá com a culinária francesa e um pouco de sabores chineses.

Pepa Romans – O restaurante de Pepa fica em um casarão de 140 anos, numa uma região cercada de laranjas, hortaliças, oliveiras em Ondara, Espanha. O segredo da casa é “mãos de mulher na cozinha.” A chef é especialista em arrozes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA