Jiló é o ingrediente-tema da 11ª edição do Comida di Buteco

por Eduardo Tristão Girão 09/04/2010 07:00
Pedro Motta/Esp. EM/D. A Press
Coordenador do festival, Eduardo Maya preparou vários tira-gostos com jiló antes de optar pelo tema (foto: Pedro Motta/Esp. EM/D. A Press)
Quer você goste ou não, começa hoje em Belo Horizonte uma verdadeira temporada do jiló com a 11ª edição do Comida di Buteco, sem dúvida um dos mais representativos festivais gastronômicos do país. Os 41 bares participantes têm a obrigação de incluir o ingrediente em seus petiscos, na esperança de que até 9 de maio a freguesia saia convencida de que o rótulo “comida de passarinho” é uma tremenda injustiça com o jiló. As casas disputam o prêmio de primeiro lugar (maior pontuação nos quesitos tira-gosto, com peso de 70%, atendimento, temperatura da bebida e higiene), que será revelado na tradicional festa A saideira, dias 15 e 16 do mês que vem, com shows variados. Confira os pratos do Comida di Buteco 2010
“O mais importante é termos mantido esse formato iniciado há dois anos para valorizar nossos ingredientes. Essa função é muito importante para o Comida di Buteco. Começamos com o torresmo, depois vieram as verduras e agora é a vez do jiló”, afirma Eduardo Maya, idealizador e um dos organizadores do evento. A escolha do ingrediente deste ano foi dele: “Quis provocar mesmo. Ano que vem, será a vez do coentro ou do pequi”, brinca.
A reação dos proprietários dos bares participantes quando souberam do tema deste ano, conta ele, foi tranquila. “Eles já estão acostumados a essa proposta de focar num ingrediente. Ano passado teve chiadeira por causa da serralha, verdura que ainda hoje não é fácil de achar”, lembra ele. Tudo em conformidade com o objetivo da recém-criada ONG Conspiração Gastronômica, das quais é um dos fundadores e que terá como objetivo valorizar ingredientes locais e estimular a criação de uma moderna cozinha mineira. LEIA MAIS Jiló - Um fruto versátil
Como é de costume, os 10 últimos bares colocados do ano passado não participarão do Comida di Buteco deste ano, dando lugar a seis que participam do evento pela primeira vez (Mulão, Bar do Rei, Estúdio da Carne, Adega & Churrasco, Maria Aracy e Estação Gerais) e quatro que retornam depois de algumas edições no “limbo” (Temático, Via Cristina, Pé de Goiaba e Antoniu’s, este último sob nova direção).
Duas características marcantes que o evento vem consolidando nos últimos tempos continuam presentes nesta edição. A primeira delas é a inclusão de diversas casas fora da inchada zona Sul e de polos gastronômicos como o Bairro Santa Tereza: praticamente metade delas está em bairros como Esplanada, Barreiro, Palmares, Santa Mônica, Nova Granada, Floramar e Planalto. A segunda é o incentivo à criatividade dos bares na hora de definir os tira-gostos que os representarão no concurso.
COMIDA DI BUTECO
Petiscos criados com jiló em 41 bares de Belo Horizonte.
De hoje a 9 de maio. A festa A saideira será nos dias 15 e 16, no Centro Esportivo Universitário da UFMG.
Informações: www.comidadibuteco.com.br.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA