Gonzaga Butiquim mistura o melhor de dois estilos

por Eduardo Tristão Girão 26/03/2010 07:00
Pedro David/Esp. EM/D.A Press
Nicola Vizioli, do Família Paulista, e Leonardo Marques, do Boteco da Carne, são sócios no empreendimento (foto: Pedro David/Esp. EM/D.A Press)

Poderia ter sido Boteco Paulista ou Família da Carne, mas apelar para o óbvio na hora de batizar a casa talvez tenha sido melhor a opção dos proprietários do Gonzaga, bar aberto no início deste mês na Rua Tomaz Gonzaga, em Lourdes. As credenciais deles são o primeiro atrativo: Leonardo Marques é dono do Boteco da Carne e Nicola Vizioli, do Família Paulista. Cada um no seu canto – o primeiro no Santo Antônio e o segundo na Cidade Nova –, comandavam seus botequins de olho no bairro, um dos principais pólos gastronômicos de Belo Horizonte. A ida para lá só foi possível graças ao velho ditado de que a “união faz a força.”

“Boteco com filial é complicado. Não queremos estar associados aos dois bares”, avisa Nicola. Apesar de ele e Leonardo terem se tornado amigos desde que se conheceram, tamanha a empatia, nunca haviam pensado em abrir algo juntos. O proprietário do Boteco da Carne estava em negociação para comprar o ponto de outro bar no bairro, o Virada da Alvarenga, mas não deu certo. Avisado por um conhecido, alugou, então, o imóvel na Rua Tomaz Gonzaga, cujo uso anterior era residencial. Curiosamente, o dono do Família Paulista tinha intenção de abrir um bar no Santo Antônio, mesmo bairro do Boteco da Carne.

“Faltava um bar como este aqui, com um ambiente mais sossegado, que atendesse a todo tipo de público, incluindo casal, família, turma”, analisa Leonardo. “E daqui dá para ver a ‘prainha’ sem estar na muvuca”, afirma Nicola em alusão a esquina com a Rua Bárbara Heliodora, região onde estão os bares Maria de Lourdes e Tizé, os restaurantes D’Artagnan e Dádiva e a pizzaria Più. E a concorrência? “Essa região é tão cheia e tão conhecida pelos seus bares e restaurantes que quanto mais gente estiver passando por aqui, melhor para a gente e para os outros”, avalia Leonardo.

Quer mais opções? Confira o Guia de Bares e Restaurantes do Divirta-se

CASAMENTO

Como era de se esperar, a cozinha trabalha com pedidas dos dois bares. E “pacificamente”, como garante Nicola: “Os cardápios de nossos outros bares não entram em conflito. Ele veio com as carnes e eu, com os tira-gostos de boteco. No Família Paulista já tínhamos carne, mas a parte de brasa do Leonardo é muito melhor”. O proprietário do Boteco da Carne não trabalha com chapa por acreditar que as carnes preparadas na brasa têm seu sabor realçado. Porém, ao contrário do cânone do churrasco tradicional ele não usa sal grosso, mas exclusivamente azeite extravirgem e tempero pronto em pó.

Assim ele tempera picanha maturada (R$ 6,80, 100g), bife de chorizo (R$ 5,90, 100g), picanha suína (R$ 4,90, 100g) e peito de frango (R$ 3,80, 100g), por exemplo. As únicas carnes que vão a chapa são o peito de frango com requeijão (R$ 4,80, 100g) e o filé do Leo (R$ 36,90), que consiste numa peça de 400g preparada na manteiga e coberta com muçarela e orégano. Já a parte “de boteco” é composta por itens preparados como no Família Paulista, a exemplo das porções de carne de panela (R$ 19,90), fígado acebolado (R$ 16,90), língua (R$ 19,90), dobradinha (R$ 18,90), moela (R$ 18,90), pé de porco (R$ 23,90) e torresmo de barriga (R$ 19).

Nessa parte o destaque fica por conta do pasteis feitos pela mulher de Nicola, Marisa. A porção de dez unidades custa entre R$ 13,80 e R$ 16,80, variando em função dos sabores escolhidos: carne, queijo, frango, palmito, camarão ou bacalhau. “O Leonardo pega no meu pé querendo saber o que eu ponho no pastel, mas não ponho nada de mais. O frango, por exemplo, cozinho com osso. É o pastel que fazemos para a gente mesmo”, assegura ela. Entre as cervejas, o bar oferece quatro marcas nacionais (R$ 4,90, 600ml), sete importadas (entre R$ 5,20 e R$ 12,50, cada) e a linha completa da mineira Backer, incluindo chope (entre R$ 3,80 e R$ 5), long neck (R$ 5) e garrafa (R$ 6, 600ml).

GONZAGA BUTIQUIM
Rua Tomaz Gonzaga, 578, Lourdes. (31) 2512-8578. Aberto terça e quarta, das 17h30 à 0h30; quinta, das 17h30 à 1h30; sexta, das 17h30 às 2h; sábado, das 12h às 2h; domingo, das 12h às 22h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA