Roteiro gastronômico oferece boa opção na região de Brumadinho

18/09/2009 07:00
Rodrigo Dai/divulgação
A Pousada Estalagem do Mirante integra o circuito turístico-gastronômico (foto: Rodrigo Dai/divulgação)
Vizinha de Belo Horizonte, a região compreendida entre as cidades de Brumadinho, Bonfim, Belo Vale e Moeda ganha impulso na área gastronômica com a primeira edição do Festival do Vale do Charme. O evento vai reunir, no mesmo circuito, 22 restaurantes – cada um com sua especialidade. A festa de encerramento será no mês que vem, mas quem comprar o passaporte do evento (R$ 10) terá descontos em estadias nas pousadas conveniadas, pagando também 10% a menos no valor dos pratos participantes.

“O visitante encontra nessa região restaurantes de comida francesa, internacional, árabe, massas, pizzas e, de maneira simples e bem montada, casas de cozinha mineira, ideais para levar a família. Tem para todos os gostos”, define o chef Eduardo Avelar, idealizador e organizador do festival, apoiado pelo Estado de Minas.

Neste fim de semana, a gastronomia será o único atrativo do evento, mas, em breve, o roteiro será incrementado com atividades artísticas e esportivas, além de oficinas de culinária e jantares especiais. “O Vale do Charme tem todas as características para se tornar uma das grandes regiões turísticas de Minas Gerais. É o prolongamento da Zona Sul de Belo Horizonte, com preservação da natureza, condomínios, pousadas, turismo rural, campos de golfe e localização estratégica entre Ouro Preto, Inhotim e as BRs 040 e 381. Sem falar na Estrada Real”, observa o chef.

Aline Paiva/divulgação
Trilogia do vale: prato do Restaurante Chez Aline (foto: Aline Paiva/divulgação)
PORCO É O REI Além disso, cada encerramento de estação terá uma festa, marcando o final de um tema e o início do próximo. “A ideia é fazer um evento permanente”, diz Avelar. O atual é centrado na carne de porco; o próximo, possivelmente, vai se inspirar na manga. Nas próximas semanas, portanto, não vão faltar linguiça, lombo, costelinha, bacon e torresmo.

No restaurante-fazenda Rancho do Peixe, boa parte disso foi reunida no petisco batizado de “arado do bão” (R$ 35, para duas pessoas): linguiça defumada ao vinho, lombo canadense, costelinha defumada, alho, azeitona verde, cenoura, cebola, pimentão e tomate. No Chez Aline, os derivados suínos ganham leitura mais sofisticada na trilogia do vale (R$ 24): quiabo com bacon ao forno com caramelo de mexerica, filezinhos de porco agridoce com mandioca e linguiça defumada com tutu e couve.

Entre os demais participantes estão Casa Árabe, Pizza Sá, Antonia, Chalés Colinas de Casa Branca, Trattoria e Pizzaria, Alecrim, Empório Caipira, Caminho do Jacu, Casa de Abrahão, Recanto com Sabor, Ao Pé da Serra, Venda dos Turcos, Topo do Mundo, Petisqueira Rapa de Angu, Casa Velha, Bar do Ganso, Restaurante do Inhotim, Ateliê Lounge Bar, Nossa Fazendinha e Dona Carmita.

Como deixar para pegar a estrada no dia seguinte pode ser uma boa ideia, as pousadas Estalagem do Vale, Morada dos Pássaros, Santa Vista da Roça, Empório Caipira, Dona Carmita, Nossa Fazendinha, Estalagem do Mirante e Chalés Colinas de Casa Branca também integram o circuito do Vale do Charme.

FESTIVAL DO VALE DO CHARME
Circuito de restaurantes e pousadas em Brumadinho, Bonfim, Belo Vale, Moeda e respectivos distritos. Até 2 de novembro. Informações: www.portaldebrumadinho.com.br

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA