Casas mantêm a tradição de comer lentilhas

26/12/2008 07:00
Pedro David/Esp. EM/D.A Press %u2013 6/10/08
Embutido italiano, cotecchino é servido com lentilha no Restaurante Maurizio Gallo (foto: Pedro David/Esp. EM/D.A Press %u2013 6/10/08 )
Originária do Oriente Médio e Mediterrâneo, a lentilha é alimento humano há pelo menos 5 mil anos. Fonte de vitamina B, ferro e fósforo, só perde para a semente da soja em se tratando de proteínas. É ingrediente básico da culinária árabe (o arroz com lentilhas é talvez o prato mais famoso) e, na Índia, onde parte da população é vegetariana, é consumida como dal (descascada e separada na metade). Embora não se saiba exatamente quando nem onde começou a tradição de comer lentilhas na entrada do ano, o certo é que a ocasião é ótima desculpa para comer pratos com essa semente milenar – e torcer para que realmente tragam felicidade e dinheiro.

Em Belo Horizonte, as opções de restaurantes onde se pode comer pratos com lentilha extrapolam o universo de casas árabes. No Splendido, cuja cozinha segue orientação italiana e tem influência francesa, as lentilhas são importadas de Puy, no Sudoeste da França. Rosadas e pequenas, têm sabor levemente diferente, um pouco mais adocicado. “É considerada a rainha das lentilhas. Como a casca é grossa, essas lentilhas sempre ficam inteiras depois do cozimento”, explica o uruguaio Jorge Rattner, chef e proprietário da casa.

“Trabalho com lentilha há anos, pois sou doido com elas. No inverno faço sopa de lentilhas com embutidos. Na França, o clássico é comê-las com costelinha de porco, salsicha ou um pedaço de bacon, algo semelhante ao cassoulet”, afirma ele. Atualmente, prepara três pratos com a semente. Um dos seus preferidos é o jarret de cordeiro ao molho de vinho com lentilhas de puy e alho-poró confitado (R$ 54, individual). Na opinião dele, a combinação de alho-poró e lentilhas é “maravilhosa”. Há também opções de lentilhas com badejo (R$ 56, individual) ou pato confitado (R$ 56, individual).

O italiano Maurizio Gallo serve lentilha com embutidos (R$ 12, individual) todos os dias na pequena loja-restaurante que leva seu nome, inaugurada este ano. Mas para comer o prato fresco, o ideal é visitar a casa entre sexta-feira e domingo, quando ele se dedica ao preparo do prato. “É típico na Itália, comum nas festas de fim de ano e no Natal. Lentilha traz sorte e dinheiro”, acredita Maurizio. O embutido (paio ou lingüiça calabresa) é sempre cozido previamente na água, enrolado num pano, para que o excesso de gordura e sal seja removido. Molho de tomate, aipo, cenoura, alho, louro e alecrim complementam o prato.

Libanês

Já o árabe Al Sultan concentra as sementes exclusivamente na preparação do tradicional arroz com lentilhas, coberto com cebolas fritas (R$ 9,90, porção). Como acompanhamento de dois espetos de kafta e tabule (ou fatuche), essa clássica combinação de arroz e lentilhas sai por R$ 21,90. “Ultimamente, temos servido o pernil de carneiro em lascas acompanhado por arroz com carne moída e especiarias, mas muita gente pede para trocar por arroz com lentilhas”, conta o libanês Salim Sabbagha. De qualquer maneira, o prato custa R$ 44 (para duas pessoas).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA