Olivier Anquier faz piquenique e apresenta espetáculo

08/08/2008 07:00
Luiz Garrido/Divulgação %u2013 25/4/08
O espetáculo Olivier, fusca e fogão vai ser mostrado no Largo da Rodoviária (foto: Luiz Garrido/Divulgação %u2013 25/4/08)
Tiradentes será a primeira cidade a conferir o espetáculo Olivier, fusca e fogão, do padeiro francês Olivier Anquier, depois da estréia em São Paulo, em março. Dia 23, no Largo da Rodoviária, ele cozinhará com a ajuda da platéia, numa mistura de aula de culinária e bate-papo – a entrada é franca. “Não é uma peça, não existe texto. Improviso a cada espetáculo. São quatro personagens: o fusca, o fogão, o público e eu. A alma é o público. A duração depende da platéia. Quanto melhor a performance dela, mais dura o espetáculo”, explica. Além disso, Olivier fará piquenique, no mesmo dia, na Pousada Brisa da Serra.

“Tenho ótimas recordações de Tiradentes e de ter feito parte da primeira edição do festival. Tive a oportunidade de estrear o forno da praça com uma aula de pães”, lembra Olivier. No Olivier, fusca e fogão que vai apresentar na cidade histórica, ele promete ensinar receita de rosbife que acompanha sua família há cinco gerações, além do adorado petit gâteau, que escolheu “de propósito”. O seu famoso fusca 62 verde, é claro, estará em Tiradentes. Foi com ele que o francês percorreu 327 mil quilômetros por quase todos os estados brasileiros, desde 1998, para fazer o programa de TV Diário do Olivier.

Ele explica que o espetáculo teve como laboratório as aulas-show que ministrou durante as viagens para gravação do programa. Olivier as apresentou em conferências, seminários, clubes, feiras, comícios e todo tipo de evento que lhe apareceu pela frente. Sozinho e contando apenas com uma bancada e um microfone, segurou platéias de até mil pessoas “no gogó”, durante duas horas. Para ele, o palco é a cozinha de casa e a platéia, sua sala de visitas. “Em pouco tempo, pessoas que não se conhecem se transformam num clube de amigos”, afirma.

“Espontaneidade só nasce quando existe autenticidade. A mãe de tudo é a autenticidade com simplicidade. Se sou padeiro, é porque sou padeiro de três gerações”, garante. A temporada paulistana do espetáculo durou cerca de três meses e, agora, Olivier quer se apresentar nas demais capitais brasileiras. Depois de Tiradentes, o francês seguirá para o Rio e Porto Alegre, no mês que vem, e Belém, em outubro. “Culinária não é somente fazer um prato, mas a busca do prazer em torno disso. É compartilhar, é história, é diálogo. Sem frescura, sem nada”, completa.

O piquenique que vai comandar em Tiradentes não é algo que está acostumado a fazer. “Ainda estou elaborando o menu. Não executarei receitas, mas servirei os convidados. Será bem elaborado, bem rico”, adianta. De qualquer forma, pães e vinhos já estão garantidos. “Piquenique é algo sem cerimônia, sem formalidade. Mas não sei se todo mundo vai querer sentar no chão”, diz. Na dúvida, é bom que o francês use e abuse da experiência como apresentador para garantir o mesmo clima descontraído que conseguiu em Olivier, fusca e fogão.

IDAS E VINDAS Olivier chegou ao Brasil em 1979, depois de passar boa parte da infância como interno em seminários jesuítas. Insatisfeito com a vida na França, saiu de casa e resolveu se virar sozinho. Trabalhou como modelo durante 10 anos e, instalado definitivamente por aqui, abriu restaurantes e ateliês de pães. Permaneceu casado com a atriz Débora Bloch durante 15 anos, com quem teve Hugo e Júlia.

Iniciou carreira como apresentador de TV em 1996, à frente de Forno, Fogão & Cia, na Record. Entre 1998 e 2002, apresentou o Diário do Olivier pelo GNT. Em 2004, a atração foi rebatizada de Programa do Olivier e passou a ser transmitida apenas pela internet. Em 2005, voltou para a Record (com o Diário), mas pediu licença este ano para cuidar de seus projetos atuais. O francês revela que quer voltar para a TV, mas ainda não sabe em qual emissora.

O QUE VER

Dia 23
. Às 16h, piquenique com Olivier Anquier, na Pousada Brisa da Serra (Rua Santíssima Trindade, 520). R$ 100. Informações: (31) 3225-7773 e 8643-7971.
. Às 19h30, o espetáculo Olivier, fusca e fogão, no Coreto da Cidade da Cultura e Gastronomia (Largo da Rodoviária). Entrada franca.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA