Dedé Santana tem permissão para captar R$ 1,2 milhão por Lei Rouanet

O artista conseguiu autorização para obter R$ 246.732,48 a mais do que exposto no relatório inicial

Reprodução/Record TV
Dedé Santana (foto: Reprodução/Record TV )

Dedé Santana, humorista conhecido por fazer parte dos Trapalhões, TV Globo, e apoiador do governo Bolsonaro (sem partido), recebeu autorização para captar R$ 1,2 milhão advindos da Lei Rouanet, que incentiva a cultura. O projeto do artista se baseia em um circo itinerante, que percorrerá algumas cidades do interior de São Paulo oferecendo cinema, teatro e performance de palhaços.   

 

De acordo com a revista Veja, o espetáculo teria sido homologado nesta última terça-feira (06/07) pelo ex-policial militar e atual comandante da Secretaria Nacional de Fomento e Incentivo à CulturaAndré Porciúncula Esteves. Contudo, o comediante conseguiu R$ 246.732,48 a mais do que o necessário e exposto no relatório original do Cine Circo Teatro Itinerante Dedé Santana, o que causa estranheza.  

 

Vale lembrar que no atual governo, os andamentos das iniciativas culturais estão andando em passos lentos e sendo avaliadas por André. Nesta semana, a secretaria comunicou que criará um "grupo emergencial", para conseguir dar suporte e agilidade nas homologações. A intenção é que de 15 em 15 dias seja divulgada uma nova lista, contendo as liberações para a captação de incentivos. 

 

O artista possui uma boa relação com o presidente, tendo o encontrado em 2018, nas vésperas das eleições. Em janeiro de 2020, Dedé participou de um evento no Palácio do Planalto, com alguns cantores sertanejos, visando chamar a atenção de Bolsonaro para os pequenos circos do país. 

"Ele [o presidente] é muito legal. Fui várias vezes à casa dele. Ele conversa assim: 'Porra, Dedé, caralho, bicho, tô fodido aqui'. É um cara, assim, povão mesmo"

Afirmou Dedé, enquanto participava do evento