Virada Cultural de BH tem data marcada depois de três anos

Evento terá sua quinta edição neste ano, a primeira realizada na gestão de Alexandre Kalil

por Pedro Galvão 23/04/2019 10:30
Instituto Periférico / Divulgação
Instituto periférico e PBH divulgaram banner com data do evento (foto: Instituto Periférico / Divulgação )
Depois de quase três anos sem acontecer, a Virada Cultural de Belo Horizonte tem data marcada para 2019. Será nos dias 20 (sábado) e 21 de julho (domingo). Realizado pelo Instituto Periférico, selecionado via edital como organização da sociedade civil (OSC) parceira da Prefeitura, o evento deverá oferecer ao público 400 atrações gratuitas, das 17h do dia 20 às 17h do dia 21 de julho. O Instituto e a Prefeitura, através de sua Fundação Municipal de Cultura, esperam que cerca de 500 mil pessoas participem.

Segundo os órgãos responsáveis, 120 das 400 atrações serão selecionadas pelo edital de programação, que está aberto para receber inscrições dos interessados até o dia 12 de maio, no site da Virada. Em comunicado enviado à imprensa nesta terça-feira (23/4), eles ainda informam que “a programação vai incluir arte urbana, música, dança, circo, cinema, teatro, programação infantil, stand up, artes visuais, literatura, fotografia, vídeo, arquitetura, moda, design, esporte de rua, arte digital, animação, games, gastronomia, cultura popular e performances”.

As atividades selecionadas para as 24 horas da Virada serão distribuídas em um circuito formado por seis áreas principais no hipercentro da capital: Aarão Reis (embaixo do Viaduto), Parque Municipal Américo Renné Giannetti, Praça Sete, Rua da Bahia com avenida Santos Dumont, Rua Guaicurus e Rua Goiás. Além deles, espaços culturais parceiros também deverão ser usados.

Sobre o realizador
Fundado em 1999, o Instituto Periférico se apresenta como uma entidade civil, sem fins lucrativos, de caráter cultural. Entre as realizações de destaque do grupo em Belo Horizonte como apoiadora, captadora de recursos e gestora de projetos estão o  Festival de Arte Negra (2014 a 2017) e o FIQ - Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (2009 a 2015).Entre as responsabilidades da organização selecionada para a Virada Cultural estão o planejamento completo do evento, a pré-produção, produção, execução e articulação de parcerias. 

A primeira das quatro edições da Virada Cultural de BH foi realizada em 2013, durante a gestão do ex-prefeito Márcio Lacerda (PSB). A última delas, em 2016, levou 580 mil pessoas às ruas da capital durante as 24 horas de programação cultural em diversos pontos da cidade. Durante a administração de Alexandre Kalil (PHS), iniciada em janeiro de 2017, o evento ainda não aconteceu.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS