Canais no YouTube dedicados às crianças investem em criações autorais

O público alvo são os pequenos de até 6 anos. Pais dizem que os responsáveis por esse tipo de entretenimento deveriam ganhar o Prêmio Nobel da Paz

por Ana Clara Brant 03/02/2018 09:30
Galinha Pintadinha/Divulgação
Os programas d'A Galinha Pintadinha conseguem mais de 500 mil visualizações em duas horas (foto: Galinha Pintadinha/Divulgação)
Quem tem filhos, sobrinhos ou convive com crianças certamente já reparou como elas ficam fascinadas diante de um tablet, celular ou algo do gênero. O motivo? Os canais infantis da internet. Há uma máxima entre os pais de que os responsáveis por esse tipo de entretenimento deveriam ganhar o Prêmio Nobel da Paz. “Muitos pais e mães sempre nos agradecem”, comenta Juliano Prado, um dos criadores d’A Galinha Pintadinha, um dos maiores fenômenos digitais para os pequenos.



Os números revelam o tamanho do sucesso. O canal da personagem pode, em breve, quebrar a marca de Rihanna no YouTube. Até o momento, o canal oficial da cantora é o recordista com o maior número de clipes, que ultrapassaram 100 milhões de views (29 no total). A Galinha já soma 28 clipes que atingiram esse número e está em segundo lugar, à frente de nomes importantes do showbiz internacional, como Taylor Swift, Justin Bieber e Katy Perry. “A Galinha Pintadinha nasceu no momento em que o YouTube começou a se popularizar. Entramos ‘na onda’ no momento certo, quando o streaming de vídeos estava só começando e não havia muito conteúdo profissional para crianças, só existiam vídeos amadores na plataforma. Além disso, as músicas e animações são preparadas com muito carinho, o que é percebido pelo nosso público”, acrescenta o outro sócio da empreitada, Marcos Luporini.

O projeto, porém, quase não se concretizou. Em dezembro de 2006, Juliano e Marcos decidiram adicionar uma animação infantil no YouTube para apresentar a produtores de um canal infantil de São Paulo, pois não teriam como comparecer à reunião. Os executivos não aprovaram o vídeo e a ideia inicial não foi pra frente. Mas, seis meses depois, a dupla – que não havia removido o vídeo do site – notou um expressivo número de visualizações. “A animação-piloto teve mais de 500 mil visualizações em pouco tempo, um volume enorme para a plataforma na época. Hoje, esse mesmo número de views é gerado pelo nosso canal em menos de duas horas. Mas esse resultado já sinalizava uma ótima receptividade à nossa ideia de projeto musical. Esse primeiro material ‘viralizou’ rapidamente na rede e, depois disso, toda a trajetória da Galinha está registrada em grandes recordes de visualizações e parcerias de sucesso” destaca Juliano Prado.

A ave baixinha, gorducha e azulada e outros personagens infantis se consagraram na rede ao apresentar músicas brasileiras de forma divertida e educativa para crianças da primeira infância. O sucesso fez a personagem se tornar a marca que, atualmente, estampa centenas de produtos (roupas, fraldas, tablets, aplicativos e brinquedos) e oferece shows e um repertório de eventos autorizados por seus criadores. “A Galinha Pintadinha é considerada o ‘primeiro personagem do bebê’, sendo uma das franquias mais fortes junto ao público da chamada primeira idade, até os 6 anos. Como está presente na vida dos pequenos desde cedo, ela é uma das marcas infantis mais queridas. Estamos cientes da importância dela e toda a sua turma na formação dos pequenos. Queremos contribuir positivamente para todo o processo de desenvolvimento e educação desse público”, defende Marcos.

Além de divertir brasileirinhos, a Galinha está fazendo sucesso fora daqui. Os criadores revelam que uma pesquisa realizada no México, em 2016, sobre os personagens, personalidades e super-heróis mais populares no país apontou a Gallina Pintadita como a favorita entre as crianças de até 6 anos. “Ela ainda foi considerada a propriedade intelectual mais unissex que outras atrações já criadas para crianças em idade pré-escolar. Percebemos que nosso sucesso em diferentes países da América Latina se dá pela proximidade com nossa cultura e estilo de vida”, conta Juliano Prado. Disponível na internet e na Netflix, A Galinha Pintadinha Mini, versão bebê do personagem, estará na grade da TV Cultura após o carnaval.



AUTORAL

Mundo Bita, criado há quatro anos pelos pernambucanos Felipe Almeida, João Henrique, Chaps Melo e Enio Porto, é outro canal de sucesso junto ao público infantil. O personagem foi criado enquanto Chaps decorava o quarto da filha que nasceria em alguns meses. “Desde então decidimos investir em um conteúdo totalmente autoral – inclusive com as canções – de maneira lúdica e divertida. Esse foi um caminho que a gente apostou desde o início e vem dando muito certo”, relata Felipe.



Assim como a “concorrente” Galinha, o Mundo Bita se expandiu e oferece espetáculos, DVDs e CDs, que já foram premiados. Com mais de 1 bilhão de visualizações na plataforma on-line, os criadores anunciaram para este ano a veiculação de um clipe por mês, de janeiro a dezembro. As músicas abordam temas da realidade infantil de forma abrangente. “É uma árdua tarefa mas tem sido uma vitória, ainda mais que tudo é autoral”, diz Felipe.

No ano passado, Mundo Bita fez parceria com o cantor e compositor Milton Nascimento, que participou dos desenhos como personagem animado. Em dois vídeos, Bituca solta a voz na inédita Trem das estações, criada pelos produtores do canal, e na clássica Bola de meia, bola de gude (Milton e Fernando Brant). O artista mineiro gostou tanto que batizou seu cachorro de Bita. “Foi uma felicidade para o projeto, que está cada vez mais se expandindo. Estamos desenvolvendo um conteúdo em espanhol para atingir crianças da América Latina e já fazemos parte da programação do Discovery Kids, na TV fechada”, celebra Felipe Almeida.

MINAS


O pedido da escola do filho para que criasse um espetáculo de fim de ano é o embrião do projeto O Tubarão-martelo e os habitantes do fundo do mar, do cantor e compositor capixaba radicado em Minas Cláudio Fraga. Além de divertir, desperta nas crianças a conscientização sobre preservação da natureza através da fauna marinha. “E atrai não só os bebezinhos, mas os maiorzinhos também. O segredo é o humor que as músicas e os desenhos têm. Sem contar o cuidado que tive. Pesquisei, li muito sobre os animais marinhos, inclusive consultando biólogos, para criar os movimentos, as caraterísticas de cada personagem”, revela Cláudio. O cuidado com as informações científicas e a mensagem ecológica fizeram com que o personagem fosse convidado a comercializar o DVD no Aquário Marinho do Rio de Janeiro.



O Tubarão-martelo tem ainda uma versão musical para os palcos. Em 11 de março, chega a Belo Horizonte, para se apresentar no Teatro Bradesco. “Tem que saber respeitar, entender a criança. Elas são muito mais perspicazes do que a gente pensa. Reparam em detalhes que nem imaginamos e é nisso que me inspiro para criar.”

PARA MENINAS

Meninas de 5 a 13 anos têm se divertido e aprendido com o Mundo da menina, disponível no YouTube. Apesar de ter sido criado por uma marca de calçados e roupas infantis, a Pampili, o canal não tem apelo comercial. “A ideia é chegar nas meninas de uma forma diferente, gerar conteúdo. Não queremos vender nada, mas sim ensiná-las a customizar uma roupa, fazer uma pulseira, dar dicas sobre como decorar o quarto. É isso o que importa”, assegura Natália Dias, analista de marketing da empresa. Novos vídeos são lançados na plataforma às segundas e quintas, às 11h. Na segunda (5), começa uma nova temporada. “Seguindo o lema do canal, que é o how-to (como fazer), vamos ter bichinhos animados interagindo com as crianças apresentadoras. É uma aposta bem interessante”, diz.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE E-MAIS