Teatro da Cidade expõe trabalhos de Juarez Machado

Obra é um conjunto de serigrafias com o traço inconfundível do artista plástico brasileiro, que há anos está radicado na França

por Sérgio Rodrigo Reis 10/10/2012 08:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fernanda Maisto / Divulgação
(foto: Fernanda Maisto / Divulgação)
Pintor, escultor, desenhista, mímico, caricaturista, cenógrafo, escritor, fotógrafo, ator e designer. Essas múltiplas funções são desempenhadas com naturalidade pelo artista plástico Juarez Machado, que há vários anos vive e trabalha em Paris. Nascido em Joinville (SC), ao longo do tempo ele realizou algumas mostras importantes em Minas, sobretudo tendo como principal incentivador o diretor de teatro Pedro Paulo Cava, desde os anos 1970. Pois Juarez Machado está de volta a Belo Horizonte, a partir de hoje, às 14h, na Pequena Galeria do Teatro da Cidade. A exposição será composta por serigrafias realizadas numa das últimas vindas do artista ao Brasil. “Recebi a coleção do editor dele e trouxe para BH. Era algo que queria realizar há mais tempo. Chama-me a atenção na sua obra a ironia, o traço, a crítica, a mordacidade e o desenho extremamente refinado”, justifica Pedro Paulo Cava. Segundo ele, é importante destacar a sensualidade, a maneira como o artista retrata o tempo e como aposta no figurativo, sobretudo contra a corrente abstrata dominante. Juarez Machado viveu em Joinville a infância e parte da juventude. Aos 14 anos, trabalhou em uma oficina gráfica, no setor de produção de rótulos de remédios, embalagens e cartazes para laboratórios. Nesse processo de criação, entre pincéis, tintas e papéis, começou a formar-se como profissional. Aos 18 anos, já em Curitiba, matriculou-se na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Logo que se formou, realizou a primeira individual na Galeria Cocaco, na capital paranaense. A vontade de ampliar os horizontes levou-o ao Rio de Janeiro, em 1965. O mesmo espírito o fez mudar-se para Paris em 1978, e lá montou seu terceiro ateliê. Manteve o de Joinville e o do Rio de Janeiro (ambos em atividade), mas antes visitou Nova York e Londres, além da Itália, Dinamarca, Israel e Grécia, para acompanhar os acontecimentos do universo artístico. O artista, que não estará presente na abertura da exposição, tem vários prêmios no currículo. Entre eles, o da 5ª Bienal de Arte da Itália e o Nakamori, no Japão, como melhor autor de livro infantil. Juarez Machado, abertura nesta quarta-feira, às 14h, no Teatro da Cidade (Rua da Bahia, 1341, Centro. Até o dia 28, de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h. Informações: (31) 32731050.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS