Ânima Companhia de Dança apresenta espetáculo em Belo Horizonte

Tão longe, tão perto, tão perto, tão será encenado no Teatro Juvenal Dias do Palácio das Artes

12/07/2012 09:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Bergamota/divulgação
Por meio da dança, Ânima questiona as mazelas contemporâneas (foto: Bergamota/divulgação)
 
A Ânima Companhia de Dança, de Porto Alegre, chega a BH para se apresentar no fim de semana. O espetáculo Tão longe, tão perto, tão perto, tão se inspirou no cotidiano das metrópoles para pôr no palco temas caros à contemporaneidade, como a dificuldade de comunicação entre as pessoas, os descompassos do tempo, a obsessão pelo consumismo e a desumanização da vida.
 
A diretora Eva Shul explica que a ideia é convidar o espectador a questionar parâmetros que norteiam a vida moderna. “Tão longe, tão perto significa comunhão a distância e solidão na proximidade. Na sociedade capitalista, o indivíduo se encontra mergulhado no consumismo e perde a individualidade”, observa ela.
 
O grupo vai se apresentar sexta-feira e sábado, às 20h, e domingo, às 18h, no Teatro Juvenal Dias do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). Ingressos: R$ 15. Sábado, o público poderá conversar com as bailarinas Renata de Lélis e Viviane Lencina e com a diretora Eva Schul.
 
Nesta sexta-feira, Eva ministrará o workshop Leituras do gesto para alunos do Ballet Jovem do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado.


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS