Projeto de residência artística, Tecendo encontros, oferece atrações no Jardim Canadá

por Carolina Braga 07/07/2012 09:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Renato Mangolin/divulgação
O espetáculo Caprichosa voz.., com Maria Alice Poppe, será apresentado em sessão gratuita (foto: Renato Mangolin/divulgação)

 

Tecido e amarração são duas palavras que interessam muito à coreógrafa Suely Machado, diretora do Grupo Primeiro Ato. O encantamento tem a ver com o projeto Tecendo encontros, que, a partir deste sábado, ocupará as redondezas do novo reduto da companhia, o Espaço de Acervo e Criação Compartilhada (EACC), construído no Jardim Canadá, em Nova Lima.

“É um projeto de residência artística para que a gente possa encontrar artistas do mundo inteiro, trocar informações de interesse comum. Queremos também oferecer algo à nossa comunidade, contribuir para a sensibilização do olhar dessas pessoas e para a formação de plateia”, garante Suely.

Como forma de integrar o público da região, a rua de lazer será a primeira atividade do Tecendo encontro. “Vamos atrair as crianças pelo lúdico”, acrescenta a diretora. Entre as atrações está a oficina de bonecas de pano conhecidas como Sabomy. Alunos aprenderão a lidar com tecidos e amarrações, justamente as palavras significativas para o projeto.

Na segunda leva de atividades, marcada para a partir das 11h30, serão apresentadas três coreografias curtas: Quebra-cabeça, do Primeiro Ato, Iungo, do Balé Jovem do Palácio das Artes, e Tempo líquido, da bailarina Maria Alice Poppe. “Depois das apresentações gratuitas, teremos uma conversa aberta ao público. Será um bate-papo sobre as realidades da dança. É interessante reunir um grupo experiente como o Primeiro Ato, um profissionalizante como o Balé Jovem e uma bailarina em carreira solo. São três instâncias diferentes, três possibilidades de trabalho”, observa Suely Machado.

Maria Alice Poppe é a primeira convidada para a residência artística com o Primeiro Ato. Antes de passar uma semana com a companhia mineira, a artista apresentará a montagem Caprichosa voz que vem do pensamento. Dirigido por Aderbal Freire-Filho e com música de Tato Taborja, o espetáculo está em sintonia com a ideia da interseção de artes.

Caprichosa voz que vem do pensamento é a primeira incursão de Aderbal na dança. “O trabalho é de uma delicadeza, de uma singularidade... O diretor coreografou, a bailarina tocou e o músico dançou. Eles trocaram de lugar e o resultado é muito lúdico, sensual e singular. Diferente de tudo o que já vi”, diz Suely Machado.

TECENDO ENCONTROS
Espaço de Acervo e Criação Compartilhada – Primeiro Ato. Rua Búfalo, 261, Jardim Canadá, Nova Lima, (31) 3541-1881. Entrada franca. Hoje, às 9h, rua de lazer; às 11h30, Quebra-cabeça, com Primeiro Ato; às 12h, Iungo, com Balé Jovem do Palácio das Artes; às 12h30, Tempo líquido, com Maria Alice Poppe; 13h, roda de conversas. Às 20h, Caprichosa voz que vem do pensamento. Ingressos: R$ 5.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS