Parâmetros urbanos leva para a galeria elementos de dança, artes visuais, música e matemática

Programação ocorre desta quinta-feira até domingo

por Carolina Braga 28/06/2012 10:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Renato Paschoaleto/Divulgação
(foto: Renato Paschoaleto/Divulgação)
A bailarina e coreógrafa Thembi Rosa não hesita em afirmar que de computadores ela não entende mais do que o básico. Mas a limitação informática da artista não impediu, em nada, a investida no ramo dos softwares e programações. A comprovação disso estará montada de hoje a domingo, no Espaço Mari’Stella Tristão do Palácio das Artes. É a instalação Parâmetros em movimento. 
Criada em parceria com o duo musical O Grivo, os cineastas Marília Rocha e Lucas Sander e o matemático dedicado às artes digitais Manuel Guerra, o novo trabalho tem sido chamado por eles de dançasoftwaresomimagem. “Estávamos procurando um nome, mas nada se encaixava. Não é só uma instalação sonora, nem coreográfica. Aí, tivemos essa ideia, que engloba todos os profissionais. É uma proposta para pensar como uma área vai alimentando a outra”, explica Thembi. 
O principal objetivo da Parâmetros em movimento é pesquisar como a informática se entrelaça com campos artísticos como a dança, a música e o cinema. Mais que o resultado da mistura, o que interessa são as possibilidades contidas na mescla. “O corpo vira um controle”, detalha Thembi Rosa.
Manoel Guerra foi o inventor do programa capaz de fazer com que o movimento altere os outros elementos. Por exemplo, a partir da movimentação de uma pessoa do público, o software faz com que o som fique mais grave, menos denso e por aí vai. A partir dessa ideia, foram desenvolvidas cinco propostas diferentes. “Uma tem o foco mais sonoro, a outra no movimento, a terceira no som e tem outra que é só um vídeo”, conta a bailarina. Além de estar presente nas telas, Thembi Rosa organizará jams para que o público explore as invenções. Hoje, durante a abertura, ela também apresenta performance que demonstra o processo criativo dos movimentos usados na instalação. “É uma improvisação que estou chamando de experimento ao vivo. Será uma demonstração com O Grivo tocando junto”, conta. 
Parâmetros em movimento começou a ser criado durante a residência da equipe na Bélgica. Como resultado das pesquisas, Thembi Rosa apresentou em terras europeias um primeiro ensaio do que seria o trabalho. A temporada serviu como laboratório para a estreia em Belo Horizonte. “É um muito instigante e também muito trabalhoso. Como envolve muita gente, o processo de um depende do realizado por outro. É muito gostoso quando a coisa flui. Tem a aura da invenção e de um jeito nosso”, comemora. 
Thembi Rosa está tão empolgada com o resultado das novas possibilidades envolvendo softwares e a dança que não para de fazer planos. Além de nova “temporada” da instalação no Espaço Centoequatro, entre 6 e 8 de julho, não descarta a possibilidade de criar um espetáculo.
 
Parâmetros em Movimento
Espaço Mari’Stella Tristão do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, (31) 3236-7400). Nesta quinta-feira, das 19h às 22h. Sexta e sábado, das 16h às 21h, e domingo, das 16h às 21h. Entrada franca. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS