O império é você narra vida de Dom Pedro I em tom de romance

Relato independente do Imperador é contado com floreios de ficção. Considerado impreciso, livro gerou polêmica entre historiadores brasileiros

por Correio Braziliense 02/04/2012 10:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Divulgação
(foto: Divulgação)

É talvez inspirado pelo brado revolucionário de Dom Pedro I — “independência ou morte!” — que o espanhol Javier Moro defende seu novo livro, O império é você. Não é nem romance histórico, nem biografia. Um pouco dos dois — um relato independente. A jornada épica do imperador casanova é contada com floreios de ficção, mas baseada em fatos.

MARGEM PARA POLÊMICA?

 

Para o autor, que recebeu o prêmio Planeta em outubro dE 2011 pelo trabalho (agrado de 600 mil euros, valor abaixo apenas do Nobel, que supera o um milhão de euros), as fronteiras entre os gêneros estão, de fato, enevoadas. “Você não pode criticar uma história romanceada como se fosse livro de história. É como falar de um automóvel quando o veículo em questão é um avião. O importante é ser fiel aos personagens. Quis contar o interior que os historiadores contavam de fora”, justificou, em conversa com o Correio. Na Espanha, mais de 400 mil exemplares foram vendidos em menos de um ano.

De repente, o imperador metade brasileiro, metade português tornou-se best-seller: como um personagem “imaginado”, atraiu leitores na Europa, onde não é tão popular quanto no Brasil. A caminhada de boas vendas inspirou tradução francesa, com tiragem de 100 mil exemplares, planejada para chegar às livrarias daqui a dois meses. No Brasil, historiadores, pesquisadores e outros escritores já se manifestaram contra o romance, por suposta “falta de precisão histórica”.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE E-MAIS