Poetas Carlos Barroso e Marcelo Dolabela lançam "Carimbalas" e "Carimbós"

Livros de poemas são inspirados na literatura marginal dos anos 1970

14/06/2008 15:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Marcelo Dolabela
Carimbos viram arte na escrita de Marcelo Dolabela (foto: Marcelo Dolabela)
Trabalhos artesanais e impressos com carimbos, como se usava nos anos 1970, no período da ditadura militar, quando se vendia poesia nas ruas – em um movimento que ficou conhecido em todo o país como literatura marginal. São assim os livros que os jornalistas e poetas Carlos Barroso e Marcelo Dolabela acabam de lançar: Carimbalas e Carimbós.

Com passagem por vários jornais da capital, Carlos Barroso foi um dos fundadores das revistas literárias CemFlores, CemFlores Pirata, e Aqui Ó. Em 1997, com outros escritores, ele participou da coleção Poesia orbital com o livro Poetrecos.

Poeta, pesquisador de música e roteirista, em Carimbós Dolabela reuniu, “à medida do possível”, poemas escritos entre 1977 e 2007. “Alguns originais estão perdidos, por isso foram refeitos ou reproduzidos em xerografia”, conta o autor dos livros Coração malasarte, de 1980; Radicais, de 1985; Amônia, de 1997; e do ABZ do rock brasileiro. Ele também lidera o grupo poético-musical Caveira-my friend.

Fanzine

Com os livros de Barroso e Dolabela, que vêm numerados, também está sendo lançado o fanzine Paideuma, editado por Carol Lara, jornalista e pesquisadora de dança contemporânea. O volume traz poemas de Carol, Carlos Barroso, Marcelo Dolabela, Eder Rodrigues, Francisco Nápoli, Hugo Lima, Makely Ka, Michel Mingoti, Raíssa Machado, Vera Casanova e Zéfere, além de imagens dos artistas plásticos João Maciel, Luana Aires e Rafael Perpétuo.

 

LANÇAMENTO
. Carimbalas, de Carlos Barroso
. Carimbós, de Marcelo Dolabela
. R$10/cada
. Paideuma, vários autores, editado por
Carol Lara
 Informações: (31) 3223- 1789.

MAIS SOBRE E-MAIS