Prêmio Platino celebra a produção ibero-americana com sua quinta edição

Uma mulher fantástica, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, lidera indicações

por Pedro Galvão 29/04/2018 09:59
IMOVISION/DIVULGAÇÃO
Daniela Vega, protagonista de Uma mulher fantástica, concorre como melhor atriz. Longa de Sebastián Lelio disputa nove prêmios (foto: IMOVISION/DIVULGAÇÃO)
Famosa por seu mar esverdeado e por seus resorts suntuosos, a Riviera Maia mexicana será também o ponto de encontro do cinema latino-americano neste domingo (29). O Teatro Gran Tlachco, localizado no parque ecológico-arqueológico do Xcaret, em Playa Del Carmen, recebe a quinta edição dos Prêmios Platino de Cinema Ibero-Americano. Os troféus serão entregues às melhores produções e profissionais do audiovisual da América Latina, Portugal e Espanha no último ano. O Brasil, mesmo sendo o país mais populoso do grupo, terá participação tímida neste ano.

VITRINE FILMES/DIVULGAÇÃO
Coprodução da Argentina com o Brasil, Zama, de Lucrecia Martel, tem oito indicações, incluindo melhor montagem e direção de arte, para as brasileiras Karen Harley e Renata Pinheiro (foto: VITRINE FILMES/DIVULGAÇÃO)
Nas principais categorias, nenhuma produção nacional aparece na lista de indicados. Nas técnicas, a diretora de arte pernambucana Renata Pinheiro concorre por seu trabalho em Zama, que deu também à montadora Karen Harley uma indicação. Com roteiro e direção da argentina Lucrecia Martel, Zama é uma adaptação do livro de Antonio Di Benedetto sobre um funcionário da Coroa Espanhola lotado num ponto fronteiriço na América do Sul, que tenta ser transferido para um lugar melhor. Representante da Argentina no Oscar 2018 e coproduzido pelo Brasil, o longa tem oito indicações ao Platino, incluindo a de melhor filme.

O Brasil ainda aparece na categoria cinema e educação em valores, com Como nossos pais, de Laís Bodanzky, e melhor trilha sonora original, com O filme da minha vida (Selton Melo), composta por Plínio Profeta. Pelo menos entre as animações são dois filmes concorrendo: História antes de uma história, de Wilson Lazaretti, e Lino: Uma aventura de sete vidas. Forte candidato ao Platino, o filme de Rafael Ribas se tornou a maior bilheteria da história para uma animação brasileira, com mais de 300 mil espectadores e arrecadação superior a R$ 4 milhões. Em 2015, o Brasil levou o prêmio nessa categoria com O menino e o mundo, que, no ano seguinte, concorreu ao Oscar.

Se o gosto da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood servir de parâmetro para a premiação latina, o grande favorito deste ano é o chileno Uma mulher Fantástica, de Sebastián Lelio, vencedor da estatueta de melhor filme em língua estrangeira. Desde que os Prêmios Platino foram criados, em 2014, é a primeira vez que o Oscar de melhor filme estrangeiro vai para um país ibero-americano. No Platino, o filme chileno tem nove indicações. Daniela Vega, que interpreta a protagonista e foi a primeira mulher transexual convidada a apresentar o Oscar, tem boas chances de estender seu pioneirismo, com uma vitória na categoria melhor interpretação feminina.

Além do já citado Zama, Uma mulher fantástica tem outros fortes concorrentes, como A cordilheira, do argentino Santiago Mitre, que conta com Ricardo Darín no papel principal. O maior astro do cinema portenho interpreta o presidente de seu país em uma trama envolvendo outros chefes de Estado do continente. A livraria, da catalã Isabel Coixet também concorre. Coixet abocanhou os troféus de melhor diretora e melhor roteirista no Goya, maior prêmio do cinema espanhol. Últimos dias em Havana, do diretor cubano Fernando Pérez, completa a lista de indicados.

SÉRIES A rica teledramaturgia latina também tem seu lugar de destaque. Três categorias são dedicadas às séries televisivas. Além da melhor produção, as melhores atuações feminina e masculina serão premiadas. Porém, o domínio do segmento é dividido entre Espanha e Argentina. Os europeus comparecem com O ministério do tempo e Las chicas del cable, ambas distribuídas pela Netflix, além de Velvet colección, produzida pela Movistar. Os sul-americanos competem com El maestro, cuja primeira temporada foi exibida pela TNT no segundo semestre de 2017, e Un gallo para esculapio, da Telefé, com enredo ambientado no submundo das rinhas de galo da Grande Buenos Aires.

Quase todas as indicações individuais também são desses títulos. Grandes sucessos internacionais de origem ibero-americano como Club de cuervos (México) e La casa de papel (Espanha) figuram na lista de esnobados pelos jurados de séries do Platino. A atriz mexicana Adriana Barraza, com extensa carreira na TV de seu país e conhecida no cinema por Babel (2006), de Alejandro González Iñarritu, será a homenageada com o Prêmio de Honra. Nas edições anteriores, ele foi entregue a Sonia Braga, Antonio Banderas, Ricardo Darín e Edward James Olmos.

Idealizado e organizado pela Entidad de Gestión de Derechos Audiovisuales (EGEDA), da Espanha, e pela Federação Ibero-Americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (FIPCA), o Platino tem sua cerimônia de premiação realizada em um local diferente a cada ano. O Canal Brasil transmite a edição deste ano, a partir das 23h de hoje.

A COMPETIÇÃO
Confira os indicados nas principais categorias da premiação:

» Melhor Filme
 Ibero-Americano de Ficção
A cordilheira (Argentina)
Zama (Argentina, Brasil, Portugal, México e Espanha)
Uma mulher fantástica (Chile)
Últimos dias em Havana (Cuba) 
ESFERA FILMES/DIVULGAÇÃO
(foto: ESFERA FILMES/DIVULGAÇÃO)
A livraria (Espanha)

» Melhor Interpretação 
Masculina
Javier Gutiérrez – The motive (Espanha)
Javier Bardem – Loving Pablo (Espanha)
Alfredo Castro – Los perros (Chile)
Jorge Martínez – Últimos dias em Havana (Cuba)
Daniel Giménez Cacho – Zama (Espanha)

» Melhor Interpretação 
Feminina
Daniela Vega – Uma mulher fantástica (Chile)
Emma Suárez – Las hijas de abril (Espanha)
Sofía Gala Castiglione – Alanis (Argentina)
Maribel Verdú – Abracadabra (Espanha)
Antonia Zegers – Los perros (Chile)

» Melhor Direção 
Álex de la Iglesia – Perfeitos desconhecidos (Espanha)
Isabel Coixet – A livraria (Espanha) 
CINEART/DIVULGAÇÃO
(foto: CINEART/DIVULGAÇÃO)
Fernando Pérez – Últimos dias em Havana (Cuba)
Sebastián Lelio – Uma mulher fantástica (Chile)
Lucrecia Martel – Zama (Argentina)

» Melhor Animação
Lino – Uma aventura de sete vidas (Brasil) 
FOX FILMES/DIVULGAÇÃO
(foto: FOX FILMES/DIVULGAÇÃO)
El libro de Lila (Colômbia)
Deep (Espanha)
História antes de uma história (Brasil)
As aventuras de Tadeo 2: O segredo do Rei Midas (Espanha)

» Melhor Documentário
O pacto de Adriana (Chile)
Muitos filhos, um macaco e um castelo (Espanha)
Dancing Beethoven (Espanha)
Los niños (Chile)
Exercícios de memória (Paraguai e Argentina)

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA