'O castelo de vidro' conta a história de uma família anticonvencional

Destaque para as interpretações de Woody Harrelson e Brie Larson. Filme de Destin Cretton estreia em BH

por Mariana Peixoto 24/08/2017 08:30

Paris Filmes/Divulgação
Rex (Woody Harrelson), o pai de família amoroso e fora dos padrões, vai de encontro ao sonho americano. (foto: Paris Filmes/Divulgação)

Ben (Viggo Mortensen) e os seis filhos criados de maneira anárquica – em contato direto com a natureza, sem dar valor a bens materiais e com muita consciência político-social – encantaram o público em Capitão Fantástico (2016), garantindo ao ator a segunda indicação ao Oscar. Escrita e dirigida por Matt Ross, a história é pura ficção. Algo bem diferente de O castelo de vidro, de Destin Daniel Cretton, que chega nesta quinta-feira, 24, aos cinemas. Aqui, o ponto de partida é o best-seller homônimo e autobiográfico publicado em 2005 pela jornalista Jeannette Walls. Ela conta a história de sua própria família.

Com os três irmãos, Jeannette teve infância e adolescência nômades no interior dos Estados Unidos. Os pais – Rex, um ex-militar, e Rose Mary Walls, artista – se recusavam a se enquadrar nos padrões. Viviam de um lugar para o outro, morando em casebres e imóveis emprestados. Os filhos, que na infância não frequentaram escolas regulares, cresceram já com a responsabilidade de cuidar de si próprios.

Essa vida um tanto peculiar na infância foi ganhando contornos trágicos quando os filhos cresceram. Alcoólatra, Rex se afastou do mundo real, até se tornar, com a mulher, morador de rua na Nova York dos anos 1980.

O castelo de vidro – referência ao grande sonho de Rex, uma casa de vidro em contato com a natureza e regida pela luz solar – conta essa história indo e vindo no tempo. Brie Larson (Oscar de melhor atriz por O quarto de Jack) interpreta a Jeannette adulta, uma jovem jornalista de fofocas de Nova York prestes a se casar com um yuppie.

Ela vive em conflito com o passado, ainda mais porque tem uma vida absolutamente contrária aos valores pregados pelos pais, anticapitalistas ferrenhos. O casal é interpretado com vigor por Woody Harrelson e com uma certa apatia por Naomi Watts.

POESIA O filme vai descortinando o drama aos poucos. Nada é preto ou branco. Os pais que deixam que os filhos cozinhem a própria comida ou que mal têm dinheiro para sustentar a família revelam-se amorosos. Rex é pura poesia quando pede, num descampado estrelado, que cada filho escolha a estrela que quiser como presente de Natal. Por outro lado, o casal não quer que os filhos busquem caminhos diferentes do que eles próprios resolveram seguir.

Como Jeannette, Brie Larson consegue demonstrar, com profundidade, os dilemas e contradições da personagem adulta. Sim, houve muita coisa errada no passado. Mas ela só é quem é hoje graças aos pais um tanto disfuncionais.

Correto, O castelo de vidro peca ao dar um tom de contos de fadas, típico de Hollywood (a parte final é reservada às lágrimas), à narrativa. Parece algo um tanto artificial para revelar a história de pessoas tão fora do comum.

 

Abaixo, confira o trailer:

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE CINEMA