Morre aos 91 anos o ator Jerry Lewis

Considerado um dos maiores comediantes de todos os tempos, Lewis faleceu nesta manhã em Las Vegas. Um de seus últimos trabalhos foi no filme brasileiro Até que a sorte nos separe 2

por Estado de Minas Ângela Faria 20/08/2017 15:22

AFP PHOTO / LOIC VENANCE
Lewis estrelou mais de 45 filmes em uma carreira que abrange cinco décadas (foto: AFP PHOTO / LOIC VENANCE )
Morreu neste domingo, aos 91 anos, o ator norte-americano Jerry Lewis. O comediante e cineasta faleceu em casa, em Las Vegas, nos Estados Unidos, por volta das 9h15 (hora local). Entre seus filmes mais famosos estão Professor Aloprado (1963), O Terror das Mulheres (1961) e O mensageiro trapalhão (1960).


Nascido em 1926, ele era famoso pelas comédias pastelão, no cinema, teatro e TV. Entre as décadas de 40 e 50, a parceria dele com o ator e cantor Dean Martin rendeu diversos filmes na Paramount. Lewis estrelou mais de 45 filmes em uma carreira que abrange cinco décadas. 

Além de sua atuação no cinema, ele também se destacou por seu programa beneficente anual, o Jerry Lewis MDA Telethon, com o objetivo de ajudar crianças com distrofia muscular.

Com duas estrelas na Calçada da Fama, ganhou prêmios honorários incluindo o American Comedy Awards, The Golden Camera, Los Angeles Film Critics Association e do Festival de Venice.

Em junho, Lewis havia sido internado em um hospital de Las Vegas por causa de uma infecção do trato urinário. O comediante teve outros problemas de saúde recentemente, incluindo algumas internações em 2012 devido ao nível de açúcar no sangue e também por estafa um ano antes.

Veja alguns momentos da carreira do ator






REPERCUSSÃO "Jerry Lewis, o céu está cada vez mais incrível", afirmou o ator Leandro Hassum, no Twitter, ao lamentar a morte do comediante americano. Hassum contracenou com o ídolo no filme Até que a morte nos separe 2, dirigido por Roberto Santucci, lançado em 2013. "Com certeza, foi o dia mais importante da minha vida", comentou o brasileiro nos bastidores do longa, rodado no Rio de Janeiro e em Las Vegas, nos EUA. Hassum disse que trabalhar com Lewis é "o maior prêmio que um comediante pode ter".

Lewis fez o papel de um bell boy (mensageiro de hotel) na comédia. "É um personagem que amo. Era divertido em 1960, é divertido hoje", contou o veterano, dizendo também que atuar não era trabalho, mas diversão para ele. "Com 87 anos, você não faz grandes planos, você apenas vive", afirmou.



Hassum se emocionou quando, ao final de uma cena, perguntou a Jerry se ele estava gostando de trabalhar com os brasileiros. O ídolo passou a mão no rosto dele e disse: "Leo, you are great". Ao ouvir o elogio, o brasileiro comentou: "Pra mim, já estava bom. Minha carreira podia acabar ali".

A morte do ícone da comédia e do cinema entristeceu os brasileiros. "Noventa e um anos de alegria! Mais uma gigantesca referência do meu trabalho que se vai", afirmou o ator Mateus Solano no Twitter. "Valeu, Jerry. Deus vai amar te receber", despediu-se o compositor Guarabyra. "Jerry Lewis se vai e com ele um pedaço da minha infância", postou ator Bruno Mazzeo, filho de Chico Anysio, no Twitter. (Com agências)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA