Comédia francesa Julho-agosto estreia em BH

Filme conta sobre pequenas confusões vividas por uma família durante o verão

por Silvana Arantes 13/07/2017 08:00


KARE PRODUCTIONS/DIVULGAçãO
KARE PRODUCTIONS/DIVULGAçãO (foto: KARE PRODUCTIONS/DIVULGAçãO)
O diretor francês por trás do pseudônimo Diastème classifica seu longa Julho-agosto, que estreia hoje no Brasil, como uma comédia. A história das férias de verão das adolescentes Laura (Luna Lou) e Joséphine (Alma Jodorowsky) não é exatamente de arrancar gargalhadas, mas entende-se por que defini-la como uma comédia. Embora haja conflito para todos os lados da trama, eles terminam sempre apaziguados, com a atmosfera de harmonia e entendimento vencendo os surtos de tensão que se apoderam de todas as personagens.

Vamos a elas. Laura tem 14 anos de idade num corpo de 11 e pretende pensar com a cabeça de 18. Permanentemente insatisfeita, tenta esconder da mãe seus problemas na escola e ser aceita como uma igual no grupo da irmã, Joséphine, cujos 18 anos (de fato) lhe garantem autonomia para beber, fumar e fazer sexo. Mas sexo e amor para Joséphine não andam juntos e ela não está minimamente interessada no segundo. Ou acha que não está, até conhecer o bonitão do balneário. O problema é que ele e seus amigos andam muito interessados em praticar pequenos furtos e seus planos incluem a ajuda de Josephine.

Anne (Pascale Arbillot), a mãe das garotas, se descobre grávida novamente e acha “ridículo” ter uma gestação aos 44. Michel (Patrick Chesnais), o atual marido de Anne, tem mais idade e muito menos dinheiro para cuidar do filho que está a caminho. Editor de livros, ele atravessa uma crise financeira e a perspectiva de ir à falência. Franck (Thierry Godard), o pai de Laura e Josephine, também se sente ridículo, mas por outro motivo. Apaixonou-se e é correspondido, mas tem “idade para ser o pai” da mulher em quem pensa “o tempo todo, ao acordar e ao ir dormir”.

Outros personagens circunstanciais e um cão gigante permeiam a história, contada com leveza e a despretensão de proporcionar algo além de 96 minutos de distração.

 

Confira o trailer:

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA