Estreia 'Tudo por um furo', segunda comédia com o âncora Ron Burgundy

Longa é a continuação de 'O Âncora - A lenda de Ron Burgundy' (2004), e também tem direção de Adam McKay

por Estado de Minas 28/02/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Paramount/Divulgação
Will Ferrel é o âncora Ron Burgundy (de casaco verde), que comanda a bancada de um programa de notícias que não tem hora para acabar (foto: Paramount/Divulgação)
O reencontro do ator Will Ferrel com o âncora Ron Burgundy em 'Tudo por um furo' pode até não ter um resultado dos mais espetaculares em termos de cinema. E até ser mais uma comédia, mas, de todo jeito, entrará para a história. O longa dirigido Adam McKay é o último produzido pela Paramount Pictures a ser lançado em 35 milímetros nos Estados Unidos e no Canadá. Digamos que seria o suspiro derradeiro da película, substituída pelo digital.

Veja mais fotos do filme

Confira os horários das sessões


O longa é a continuação de 'O Âncora - A lenda de Ron Burgundy' (2004), também dirigido por McKay. No novo longa, na Nova York do fim da década de 1970, o jornalista volta para o comando do telejornal também chamado 'Tudo por um furo' para dividir a bancada com figuras imprevisíveis. Junto com a esposa Veronica Corningstone (Christina Applegate), o homem do tempo Brick Tamland (Steve Carell), o repórter de rua Brian Fantana (Paul Rudd) e o homem dos esportes Champ Kind (David Koechner) comanda o primeiro canal de notícias 24 horas por dia.

O elenco de participações especiais também é carregado: Harrison Ford, Dylan Baker, Meagan Good, James Marsden, Greg Kinnear, Josh Lawson e Kristen Wiig, entre outros. Nos 10 anos que separam um filme do outro, o jornalismo passou por muitas transformações. Seja para melhor ou para pior o objetivo parece ser mostrar isso. Tudo por um furo escancara o sensacionalismo da televisão, o ufanismo americano e outros temas comuns na telinha.

É tanta trapalhada que sai do encontro dos quatro protagonistas que muitas piadas gravadas não puderam ser aproveitadas dado o limite de duração do filme, de 113 minutos. A solução encontrada pelo estúdio foi reunir as sobras nos extras do DVD. De acordo com a Paramount, serão quatro horas de material, com comentários e erros de gravação.

SAIBA MAIS

ADAM McKay


O diretor e produtor norte-americano Adam McKay, de 45 anos, tem no currículo várias comédias. São dele 'Os outros caras' (2010), 'Quase irmãos' (2008), e 'Ricky Bobby – A toda velocidade' (2006). Produtor de filmes como 'João e Maria – Caçadores de bruxas' (2013/2014) e de 'Os candidatos' (2012), ele assina a produção e o roteiro dos filmes que dirigiu (no caso de 'Tudo por um furo' é o criador dos personagens originais) e fez também o roteiro de 'A feiticeira' (2005).

Assista ao trailer do filme:


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA