Empresas brasileiras se negam a produzir cópias Blu-ray do filme 'Azul é a cor mais quente'

Elas teriam alegado que não fariam o serviço por conta das cenas de sexo explícito do longa; distribuidora lamentou

por Fernanda Machado 25/02/2014 17:33

Imovision / Divulgação
Trama conta uma história de amor entre duas gartoas (foto: Imovision / Divulgação)
A distribuidora Imovision, resposável pelo filme 'Azul é a cor mais quente', publicou um comunicado nesta terça-feira, 25, lamentando a postura das empresas Sonopress e SONY DADC. As duas se negaram a produzir cópias em Blu-ray do longa, alegando que não fariam esse trabalho por conta das cenas de sexo explícito.

 

Veja fotos do filme

 

"A Imovision procurou a empresa brasileira Sonopress, que replica seus títulos em Blu-ray, mas a mesma se recusou e ainda alegou que nenhuma outra empresa faria o serviço. A Imovision então contatou a SONY DADC, que também se recusou a produzir o Blu-ray do filme, por considerar o conteúdo inadequado devido às cenas de sexo, apesar do filme já ter sido classificado para maiores de 18 anos", diz o texto.

O filme do diretor franco-tunisiano Abdellatif Kechiche conta a história de duas jovens, uma delas com o cabelo tingido de azul, que se apaixonam uma pela outra. A produção foi premiada com a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Com a negativa da Sonopress e SONY DADC, ele estará disponível no Brasil apenas em DVD.

 

Confira o trailer:

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA