Cineclube Oi Futuro apresenta ciclo de documentários franceses dos anos 1950/60

Cineasta Alain Resnais é uma das atrações de mostra que começa no dia 4

01/05/2013 09:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

ALBERTO PIZZOLI/AFP
(foto: ALBERTO PIZZOLI/AFP)
Mundialmente conhecido por filmes de ficção como 'Hiroshima meu amor' (1959), 'Meu tio da América' (1980) e 'O ano passado em Marienbad' (1961), o cineasta francês Alain Resnais se destacou também em documentários. Ao lado da cineasta belga radicada na França, Agnès Varda, ele é uma das atrações do ciclo de documentários franceses dos anos 1950/60 que o Cineclube Oi Futuro (Av. Afonso Pena, 4.001, Serra), em parceria com a Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, com o Institut Français e com Belo Minas Accueil apresenta a partir do dia 4.


Também serão apresentadas obras dos realizadores Jean Rouch e Chris Marker. São diretores que passaram a se beneficiar dos progressos de técnicas ligadas à filmagem e adotaram pensamento crítico nas suas produções, retratando debates engajados sobre a própria sociedade e movimentos sociais. Os filmes serão exibidos sempre aos sábados, às 19h, com entrada franca. Para o público infantojuvenil, o Cineclube do Oi Futuro apresentará mais quatro episódios da série 'Jornada nas estrelas – A nova geração'. A exibição também será aos sábados, só que às 16h. Também com entrada franca.


Abrindo a programação, no dia 4, será exibido 'Crônica de um verão' (1960, 90min), de Jean Rouch. No filme, durante o verão de 1960, o sociólogo Edgar Morin e Jean Rouch pesquisam a vida cotidiana dos jovens parisienses para tentar compreender sua concepção de felicidade. Durante alguns meses, esse filme-ensaio segue, ao mesmo tempo, tal enquete, e também a evolução dos protagonistas principais. Os dois autores se encontram diante de uma experiência apaixonante, o chamado cinéma-vérité, ou seja, cinema-verdade.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA