Brasil está aberto a negociações na 63ª edição do Festival de Cinema de Berlim, que começa nesta quinta-feira

Programa Cinema do Brasil, que promove a exportação e a distribuição de filmes nacionais no exterior, marca presença no festival

07/02/2013 10:04

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Beto Magalhães/EM/D.A Press.
(foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press.)
Começa nesta quinta-feira e segue até o dia 17, na Alemanha, a 63ª edição do Festival de Cinema de Berlim. Mantendo a tradição de convidar líderes do cinema político e estrelas hollywoodianas, a edição deste ano apresentará 'Closed curtain', filme mais recente do diretor iraniano Jafar Panahi, preso em seu país por seu olhar crítico sobre o regime. Entre as estrelas convidadas para o evento – um dos principais ao lado de Cannes (França), Toronto (Canadá), Sundance (Estados Unidos) e Veneza (Itália) – estão Isabella Rossellini, Matt Damon, Jude Law, Juliette Binoche, Nicolas Cage, Catherine Deneuve, Isabelle Huppert e Christopher Lee. O único brasileiro na competição está na Seção Panorama. É 'Habi, a estrangeira', de Maria Florencia Alvarez, uma coprodução com a Argentina.

O Programa Cinema do Brasil, que promove a exportação e a distribuição de filmes nacionais no exterior, marca presença no festival. Estão previstas as exibições de filmes no Market Screening, a participação no Coproduction Market, além de estande para reuniões de negócios e divulgação do cinema brasileiro no European Film Market (EFM). “O European Film Market, realizado paralelamente ao Festival de Berlim, é o evento ideal para incentivar a exportação dos filmes nacionais, por reunir representantes de todos os setores da indústria cinematográfica mundial”, afirma o presidente do Cinema do Brasil, André Sturm.

Três filmes produzidos por empresas associadas ao Cinema do Brasil integram a programação oficial do festival. 'Flores raras', de Bruno Barreto (LC Barreto), participa da mostra Panorama. O documentário 'Hélio Oiticica', de Cesar Oiticica Filho (Guerrilha Filmes), está na seleção Forum 2013, enquanto o curta 'O pacote', de Rafael Aidar (Aurora Filmes), integra as mostras Generation 14 Plus – Short Film e a Teddyrolle. O Cinema do Brasil também promoverá quatro exibições de mercado  destinadas a empresas distribuidoras e agentes de vendas credenciados no EFM: 'Cores', de Francisco Garcia (Kinoosfera Filmes); 'Super nada', de Rubens Rewald e Rossana Foglia (Confeitaria de Cinema); 'A coleção invisível', de Bernard Attal (Santa Luzia Filmes); e 'A floresta de Jonathas', de Sergio Andrade (FiGa Filmes).

Além disso, duas empresas associadas ao programa foram selecionadas para participar do Coproduction Market. A Tambellini Filmes terá o projeto 'Campo grande', de Sandra Kogut, apresentado em rodadas de negócio. Já a produtora BossaNova Films faz parte do Company Matching, encontro do Coproduction Market que reúne empresas com experiência no mercado internacional. Para o Berlinale Talent Campus foi selecionada a distribuidora Providence Filmes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA