Escritor e jornalista mineiro Roberto Drummond é tema de documentário

Filme estreia em BH na semana que vem

por Eduardo Tristão Girão 31/01/2013 08:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
(Beto Novaes/EM/D.A Press - 16/7/01)
Roberto Drummond foi um dos destaques da literatura mineira na década de 1970 (foto: (Beto Novaes/EM/D.A Press - 16/7/01))
Considerado um dos ícones da literatura pop brasileira, caracterizada pelo estilo direto e influenciado pela linguagem dos meios de comunicação, o escritor mineiro Roberto Drummond (1933-2002) ganhará importante registro na semana que vem, com a estreia do documentário 'RD manda lembranças', produzido e dirigido por Breno Milagres.

As sessões estão marcadas para terça e quarta-feira, às 19h, no Cine Sesc Palladium, em Belo Horizonte, com entrada franca. O lançamento conta com o apoio do Estado de Minas, cujo caderno de esportes publicava crônicas do jornalista quando ele morreu, vítima de infarto.

“A marca do Roberto foi criar a literatura pop, bem diferente da convencional. Grande escritor, ele ainda será muito cultuado pelas futuras gerações. Entretanto, foi um pouco incompreendido. Além de seus livros mais conhecidos, como Hilda Furacão, deixou romances muito interessantes, como 'O dia em que Ernest Hemingway morreu crucificado'”, afirma Breno. A adaptação de 'Hilda Furacão' para a TV fez muito sucesso. A minissérie da Rede Globo projetou nacionalmente a atriz Ana Paula Arósio.

O cineasta se baseou no título de um outro livro para dar nome a seu documentário: 'Hitler manda lembranças', lançado em 1984. “Tive uma relação forte com ele. Ficamos muito amigos na década de 1980, época em que fiz um filme baseado em outro livro do Roberto, 'Quando fui morto em Cuba'. Ele foi meu padrinho de casamento. A gente sempre se encontrava para tomar um café e zanzar pela Savassi”, conta Breno.

(Françoise Imbroisi/ EM/D.A Press - 20/12/01)
Hilda Furacão, personagem criada por Roberto Drummond, deu fama à atriz Ana Paula Arósio (foto: (Françoise Imbroisi/ EM/D.A Press - 20/12/01))
AMIGOS


Drummond foi cronista no programa 'Feira moderna', coordenado por Breno e exibido na TV Minas. Por esse motivo, o diretor dispunha de muitos depoimentos do escritor. Com esse material, o cineasta iniciou a produção do documentário, em fevereiro do ano passado, e partiu para a pesquisa e a gravação de entrevistas com amigos e personalidades ligadas ao escritor.

Marcaram presença no documentário Yara Tupynambá, Ivan Drummond, Marcio Lacerda, Anna Marina, Márcio Fagundes, Geraldo Elísio, Reinaldo Lima, Aécio Neves, Déa Januzzi, Eduardo Costa, Alexandre Kalil, Edison Zenóbio, Geraldo Teixeira da Costa Neto, Carlos Lindemberg e Ana Beatriz Drummond, filha do escritor.

ATORES

A narração de RD manda lembranças  ficou a cargo do diretor teatral Elvécio Guimarães, com textos de Carlos Herculano Lopes e Jorge Fernando dos Santos. Atores interpretam trechos de crônicas e contos. Fernanda Aguilar interpreta a viúva do  escritor, Beatriz Drummond. Também participaram do filme os artistas Marcelo Duque, Marcelo Campos, Márcio Monteiro, Cristiana Ribas, Diva Carvalhar, Josiane Félix, Jennifer Lamounier, Bruno Félix e Verônica Tanure.

RD MANDA LEMBRANÇAS
Documentário sobre o escritor e jornalista Roberto Drummond. Sessões na terça e quarta-feira, às 19h, no Cine Sesc Palladium (Avenida Augusto de Lima, 420, Centro). Entrada franca. Ingressos devem ser retirados uma hora antes. Informações: (31) 3279-1500.

Assista a trecho do filme 'RD manda lembranças':

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA