Português Manoel de Oliveira quer filmar Machado de Assis

Cineasta comemorou os 104 anos trabalhando

12/12/2012 10:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
(Eric Gaillard/Reuters-13/5/10 )
(foto: (Eric Gaillard/Reuters-13/5/10 ))
O mais velho dos cineastas em atividade, o português Manoel de Oliveira, comemorou ontem 104 anos, ainda trabalhando, apesar de seus problemas de saúde e dificuldades para obter meios financeiros para seus novos projetos. O cineasta já dirigiu 32 filmes, entre eles Aniki-Bobó (1942), A divina comédia (1991) e Vou para casa (2001). Registrado em 12 dezembro de 1908, na Cidade do Porto, Manoel Cândido Pinto de Oliveira na realidade nasceu no dia 11. Hospitalizado durante uma semana em julho em função de problemas pulmonares, o diretor se encontra bem, mas sob observação médica principalmente por causa do tempo frio na Europa. “Ele continua a trabalhar em casa”, afirmou sua filha, Adelaide Maria Trêpalle, explicando que seu pai terminou o roteiro de seu próximo filme, A igreja do diabo, inspirado em Machado de Assis. “O longa-metragem está em fase de pré-produção, procurando financiamento", afirmou, por sua vez o produtor Luis Urbano, da sociedade O Som e a Fúria. “Estamos à procura de financiamento em outros países, inclusive no Brasil”, disse, lamentando a situação dramática do cinema português.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA