Letreiro de Hollywood passa por reforma para comemorar seus 90 anos

por AFP 05/12/2012 12:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / Robyn Beck
É a primeira grande reforma em 35 anos (foto: AFP PHOTO / Robyn Beck )

As nove letras que formam a palavra Hollywood com vista para o famoso bairro de Los Angeles foram pintadas de branco reflexivo para comemorar os 90 anos que completará no próximo ano, a primeira grande reforma em 35 anos.



Aproximadamente 1.360 litros de tinta branca brilhante, destinada a refletir os raios do sol, foram aplicados nos últimos dois meses sobre o famoso letreiro de Monte Lee, nas alturas do bairro homônimo ao norte de Los Angeles, onde vivem muitos grandes nomes do cinema e da música.

"Nós passamos uma espessa camada de branco reflexivo, de modo que o reflexo do sol será tão bonito hoje como daqui a dez anos", explica Jay Davisson, presidente da empresa de tintas Sherwin-Williams.

"Este símbolo é tão bonito. Este é o lugar para onde as pessoas que aterrissam no aeroporto de Los Angeles querem ir", exclamou um representante do conselho distrital de Hollywood em Los Angeles, Tom LaBonge .

"O monumento foi raspado até o metal e duas toneladas de 'maquiagem' foram aplicadas no lado da frente", indicou o diretor do fundo que financiou a renovação, Chris Baumgart.

As letras, de 15 metros de altura, foram erguidos em 1923 para promover um empreendimento imobiliário chamado Hollywoodland, mas as últimas quatro letras foram retiradas nos anos 1940.

O letreiro começou a se deteriorar até que nove doadores na década de 1970 decidiram "adotar" uma letra cada para restaurar.

Este local, uma das maiores atrações turísticas de Los Angeles, foi então ameaçado de extinção, quando os proprietários das terras a seus pés pensaram em vender seus lotes.

Mas Hugh Hefner, o magnata do grupo Playboy, com sede em Los Angeles, ajudou a deixar as letras em segurança em 2010, com a ajuda do governador da Califórnia na época, Arnold Schwarzenegger, e outras celebridades, como Steven Spielberg e Tom Hanks.

Embora o público não tenha acesso ao letreiro de forma direta, ele foi palco de uma tragédia em 1932, quando a atriz britânica Peg Entwistle suicidou pulando da letra H.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA