19º Festival Vitória Cine Vídeo leva 94 títulos à capital capixaba

Oitenta e sete curtas e sete longas integram a mostra, que terá encerramento com show dos Titãs

07/11/2012 10:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Ruy Santos/Divulgação
A atriz Maria Fernanda e o escritor Lúcio Cardoso nas filmagens de A mulher de longe, em 1949 (foto: Ruy Santos/Divulgação)
A cidade é uma só? (DF), de Adirley Queiróz; Esse amor que nos consome (RJ), de Allan Ribeiro; O que se move (SP), de Caetano Gotardo; O som ao redor (PE), de Kleber Mendonça Filho; Strovengah (RJ), de André Sampaio são os longas-metragens da mostra competitiva do 19º Vitória Cine Vídeo, que segue até sábado.

Na abertura, foi exibido O que se move, do diretor capixaba Caetano Gotardo. O filme, segundo ele, foi feito em homenagem à sua família, que estava presente na exibição. “Estou profundamente feliz. O festival de Vitória, desde o início, foi a base da minha formação, quando comecei a me apaixonar por cinema. Passar esse filme na abertura do festival é muito emocionante”, disse Caetano para plateia de cerca de 1 mil pessoas.

Em seis dias de festival, serão exibidos 94 filmes (87 curtas e sete longas). As exibições e debates do festival são realizados no Cine Metrópolis (na Universidade Federal do Espírito Santo) e na Estação Porto, Centro de Vitória, onde também haverá, quarta-feira, 8,  homenagem a Laura Cardoso. Aos 85 anos, a atriz já confirmou presença e receberá pessoalmente o Troféu Marlin Azul e um livro com sua biografia, de autoria da jornalista Sandra Medeiros.

Dois longas que estão fora de competição encerram a programação: A mulher de longe, de Luiz Carlos Lacerda, que recupera cenas do longa-metragem inacabado, dirigido pelo escritor mineiro Lúcio Cardoso; e Era uma vez eu, de Marcelo Gomes, e ainda lançamento do curta vencedor do Concurso de Roteiro Capixaba de 2011: Pique esconde, de Dominique Lima (ES). A premiação será às 21h, e às 22h haverá encerramento com o show Ilha acústico, dos Titãs, que completam 30 anos em 2012.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA