7º Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens incentiva a produção nacional

Os vencedores da premiação foram Caio Cavechini e Rafael Lessa

16/09/2012 14:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Débora 70/divulgação
(foto: Débora 70/divulgação)
Os 14 anos do Canal Brasil (TV paga) foram celebrados esta semana com festa para convidados no Teatro Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Durante o evento, foram anunciados os vencedores do 7º Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens. O curta A casa da vó Neyde, do diretor paulistano Caio Cavechini, levou o prêmio no valor de R$ 50 mil. O melhor filme foi escolhido pelo time de apresentadores da emissora formado por Lázaro Ramos, Paulo Tiefenthaler, MV Bill, Paulinho Moska, Charles Gavin e José Mojica Marins, entre outros. Eleito o melhor curta pelo júri popular, Jiboia, de Rafael Lessa, foi contemplado com um Apple iMac. Até o fim deste ano, o Canal Brasil – que tem faixa diária dedicada ao formato – terá distribuído R$ 1,3 milhão em prêmios para 141 curtas-metragens (somando os 14 anos de Prêmio Aquisição e as sete edições do Grande Prêmio). Os 10 filmes que concorreram este ano ao Grande Prêmio foram escolhidos nos principais festivais de cinema do país por júris formados por críticos e jornalistas, entre janeiro e novembro de 2011. Em cada festival, o filme vencedor recebeu o Prêmio Aquisição Canal Brasil de Curtas-Metragens no valor de R$ 15 mil e foi automaticamente classificado para concorrer ao Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens, no valor de R$ 50 mil. Desde o ano passado, o prêmio teve a participação do júri popular pelo site do canal: www.canalbrasil.com.br. Criada em 1998, a premiação tem como objetivo incentivar a produção, a exibição e a divulgação de filmes nesse formato. Desde 2006, os filmes vencedores concorrem ainda ao Grande Prêmio, que convida os apresentadores da casa para escolher a melhor entre as produções premiadas em 10 dos principais festivais de cinema brasileiros. Todos os filmes são exibidos no Canal Brasil. Os vencedores das edições anteriores, desde 2006, foram: Eletrodoméstica, de Kléber Mendonça; Viva volta, de Heloísa Passos; O homem das árvores, de Paula Mercedes; Dossiê Rê Bordosa, de Cesar Cabral; Os sapatos de Aristeu, de Renê Guerra; e Recife frio, de Kleber Mendonça Filho (júri oficial), e Imagine uma menina com cabelos de Brasil..., de Alexandre Bersot (júri popular).



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA