Diretor José Padilha enfrenta dificuldades na produção de Robocop

Brasileiro diz que precisa lutar pelas ideias

por Fernanda Machado 27/08/2012 17:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Daniel Nascimento / Agencia Foto
(foto: Daniel Nascimento / Agencia Foto)

Embora a produção ainda não tenha começado, o diretor brasileiro José Padilha (Tropa de Elite) não está vivendo exatamente o sonho de Hollywood com o remake de Robocop. De acordo com o site Collider.com, além de críticas contundentes ao roteiro, o ator inglês Hugh Laurie (House) recusou o papel de vilão do filme.

O diretor Fernando Meirelles, que lançou recentemente a produção internacional 360, disse à revista Trip que Padilha tem que lutar pelas suas concepções - “de cada dez ideias que tem, nove são cortadas. Ele disse que o filme será bom, mas nunca sofreu tanto”. Meirelles explicou ainda que nunca quis filmar em estúdios americanos e que suas produções internacionais são independentes, na quais ele é co-produtor.

Robocop tem em seu elenco Joel Kinnaman (Protegendo o Inimigo) no papel de Alex Murphy/Robocop; Gary Oldman (Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge) como cientista criador do policial do futuro; Samuel L. Jackson (Pulp Fiction) e Abbie Cornish (Sem Limites).

Robocop, originalmente lançado em 1987, se passa em 2029, quando o poderoso conglomerado multinacional Omnicorp decide trazer a tecnologia de guerra de última geração para o combate do crime nas ruas. O policial Alex Murphy luta para manter a cidade de Detroit limpa dos criminosos e da corrupção, mas é ferido de forma mortal e torna-se o policial do futuro, meio homem, meio máquina, após uma intervenção da poderosa empresa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE CINEMA