Curador do Prêmio Jabuti renuncia após críticas e abaixo assinado

O presidente do conselho editorial do prêmio, Pedro Almeida, chegou a se desculpar pelo post em que minimizava as mortes pela covid-19

Correio Braziliense 28/05/2020 09:18
Reprodução/Rede social
(foto: Reprodução/Rede social)
A Câmara Brasileira do Livro (CBL), entidade responsável pelo prêmio literário Jabuti, enviou nesta quarta-feira (27/5), uma nota comunicando que acatou um pedido de renúncia do, até então, presidente do conselho curador do prêmio Pedro Almeida.

Há alguns dias, o curador publicou nas redes sociais um texto em que minimizava a quantidade de mortos pelo novo coronavírus e, com isso, questionava a necessidade do isolamento social. Após as críticas do meio literário e a criação de um abaixo assinado, que já conta com mais de oito mil signatários, o curador chegou a publicar uma carta de retratação. Nesta quarta, a CBL acatou o pedido de renúncia.

Confira a nota:

“Nota oficial – Câmara Brasileira do Livro

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) recebeu e acatou hoje a carta de renúncia do professor Pedro Almeida, curador do Prêmio Jabuti. A Câmara agradece seu trabalho e contribuição para o prêmio durante a edição passada, em uma atuação reconhecida por todos.

Celebrar a produção editorial e homenagear os profissionais que atuam pelo livro, leitura e cultura brasileira continuarão sendo prioridade do Prêmio Jabuti e da Câmara Brasileira do Livro. A entidade seguirá trabalhando para levar melhores serviços aos associados, enfrentando de forma responsável os enormes desafios que nossa sociedade ainda tem adiante e reafirmando seu compromisso permanente com a defesa dos princípios democráticos e valorização do livro e leitura.”

MAIS SOBRE ARTES-E-LIVROS