Negros ganham destaque na 3ª Bienal do Livro de Contagem

Conceição Evaristo, Elza Soares, Rico Dalasam e Anielle Franco, irmã de Marielle Franco, participarão do evento. Miriam Leitão, Rita Cadillac e Ailton Krenak são presenças confirmadas

Tiago Rodrigues* 08/11/2019 08:44
Reprodução/ Instagram @bienaldecontagem
(foto: Reprodução/ Instagram @bienaldecontagem)
Neste fim de semana, a 3ª Bienal do Livro de Contagem vai reunir escritores, ilustradores, jornalistas, editoras e influencers digitais. Desta sexta-feira (8) até domingo (10), o público terá acesso a eventos literários, sessões de cinema, exposição de arte, espetáculos, oficinas, bate-papos, contação de histórias e batalhas de rap.
Oitenta por cento das atrações são negros e negras. Isso se deve à pesquisa feita pelo professor Rafael Mansur, responsável pela bienal. Ele analisou os maiores eventos literários do Brasil nas últimas duas décadas. Descobriu que a média de pessoas brancas convidadas a participar deles variou de 70% a 85%. O restante coube a negros, asiáticos e indígenas.

De acordo com a pesquisa, na maioria das vezes, negros estão presentes ali apenas para falar de negritude, enquanto os brancos abordam temas variados. Com base nessas informações, a programação da bienal mineira foi elaborada.

A decisão de priorizar os negros teve consequências. Inicialmente, todas as atividades teriam entrada franca. Porém, ao assumir a bandeira da representatividade, a bienal perdeu o patrocínio de algumas empresas. De acordo com a organização, por causa disso foi necessário cobrar ingressos para algumas palestras. O valor de atividades vai de R$ 7 a R$ 18.

Lis Pedreira/Divulgação - Escritora mineira Conceição Evaristo
(foto: Lis Pedreira/Divulgação - Escritora mineira Conceição Evaristo)


“A grande homenageada desta edição é Conceição Evaristo, a célebre escritora belo-horizontina. Diversas atividades estarão relacionadas a ela, um dos grandes nomes da literatura do nosso país”, afirma Rafael Mansur. Nesta sexta-feira (8), às 20h, Conceição será recebida na escadaria da Igreja São Gonçalo. A trilha musical ficará a cargo do bloco Afoxé Bandarerê, de BH.

Patricia Lino/Divulgação - Cantora carioca Elza Soares.
(foto: Patricia Lino/Divulgação - Cantora carioca Elza Soares. )


A cantora Elza Soares, a jornalista Míriam Leitão, o escritor Sérgio Abranches, a deputada Áurea Carolina, a atriz Rita Cadillac, o rapper Rico Dalasam, a escritora Dona Jacira, o ambientalista Ailton Krenak e Anielle Franco, irmã da vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro, estão entre os 150 convidados.


PROJETO 26

A Bienal do Livro lançou o Projeto 26, com a proposta de contratação temporária de 26 trabalhadores transexuais e transgênero. A ideia é estimular a empregabilidade da comunidade que enfrenta dificuldades no mercado de trabalho.

Para alegria dos organizadores, o número foi superado: 30 pessoas vão trabalhar lá. O evento contará também com tradutores de libras e contadores de histórias para portadores de autismo.


HISTÓRIA

O evento surgiu em 2015. Pequeno, era realizado na escola em que Rafael Mansur, formado em letras e pedagogia, dava aulas. Na edição de 2016, o professor levou a Contagem o escritor e humorista Gregório Duvivier. A edição de 2019 é a primeira realizada fora de um colégio.

Com o formato de circuito literário, as atividades ocorrerão em cinco espaços no Centro da cidade, próximos um do outro. Entre eles estão a Praça da Jabuticaba, o Centro Cultural, a Praça Silviano Brandão e o Espaço Popular. A estrutura, que conta com 12 contêineres para venda de livros por 23 editoras, pode receber cerca de 10 mil pessoas por dia. Há bares, banheiros e restaurante.

* Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


BIENAL DO LIVRO DE CONTAGEM


SEXTA (8/11)


15h20 – A ancestralidade. Com Daniel Munduruku e Flavio Santos. Auditório Principal

17h – A saudade: histórias que se constroem para a eternidade. Com Anielle Franco e Márcia Cruz. Auditório Principal

18h15 – Os rumos de nossa sociedade. Com Miriam Leitão e Sergio Abranches. Auditório Principal

20h – Homenagem a Conceição Evaristo. Escadaria da Igreja de São Gonçalo



SÁBADO (9/11)


9h30 – Toda história de amor vale a pena. Literatura e ativismo LGBTQI. Com Guido Kieras e Phelyx. UNA Conhecimento

14h15 – A escrita: a potência da produção literária brasileira. Com Conceição Evaristo e Rafael Mansur. Auditório Principal

16h – O mercado editorial brasileiro. Com Mazza, Rosana Mont'Alverne e Etiene Martins. UNA Conhecimento

18h – Trava-Línguas. Com Rico Dalasam e Luciene Nascimento. UNA Conhecimento

19h15 – Duelo de Mcs. Rap. UNA Conhecimento


DOMINGO (10/11)


14h – Memórias, prosa e café. Com Dona Jacira e Eliana Gomes. UNA Conhecimento.

17h30 – Histórias que se constroem com o tempo e com força. Com Rita Cadillac e Lucas Avilla. UNA Conhecimento

18h30 – Por que algumas existências incomodam? Com Elza Soares e Rafael Mansur. UNA Conhecimento

20h – Exibição do filme No coração do mundo, da produtora Filmes de Plástico