Mostra com acervo da TV Itacolomi resgata visita do papa João Paulo II a BH

Exposição composta por fotos, películas, textos e mosaicos sobre os 25 anos da emissora está em cartaz no Museu da Imagem e do Som

por Gabriel Ronan 13/12/2018 08:20
Marcos Vieira/EM/D.A Press
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)



O título brasileiro do Atlético em 1971, a ida do homem à Lua e a visita do papa João Paulo II a Belo Horizonte. Resgatar esses capítulos da história é o objetivo da exposição TV Itacolomi – A pioneira de Minas, em cartaz no Museu da Imagem e do Som (MIS) de Belo Horizonte. O público pode conferir o acervo composto por fotos, películas, textos e mosaicos sobre os 25 anos da emissora, pertencente ao grupo Diários Associados.

“A TV Itacolomi é parte da história de Belo Horizonte. Marcou pelo que promoveu de informação, cultura e acesso da população a uma série de conteúdos inéditos. Trouxe inovações técnicas, programações com artistas locais e telenovelas. É uma história de sucesso, um marco para a televisão mineira e brasileira”, ressaltou Fabíola Moulin, presidente da Fundação Municipal de Cultura, durante a abertura da mostra, na terça-feira à noite.

A Itacolomi, conhecida como Canal 4, foi ao ar de 1955 a 1980. Ela será objeto de estudo nas escolas municipais da capital. Letícia Dias, diretora de museus da Prefeitura de Belo Horizonte, informou que haverá uma série de eventos com o objetivo de levar as histórias da emissora aos estudantes. “Quem vier ao MIS vai encontrar um acervo riquíssimo de fotografias, imagens em vídeo e objetos ligados à TV. Teremos itens relacionados ao cotidiano do canal, como câmeras e microfones, além das películas produzidas sobre a emissora”, declarou Letícia.

O diretor-presidente dos Diários Associados, Álvaro Teixeira da Costa, destacou que a exposição mostra ao povo mineiro parte de sua própria história. “A Itacolomi foi a terceira televisão brasileira. Fez coisas maravilhosas numa época em que não havia imagens gravadas. Eram filmes e programas dirigidos ao vivo.”

Geraldo Teixeira da Costa Neto, diretor-executivo dos Diários Associados, disse que a exposição reconta a história da comunicação em Minas Gerais. “Até hoje, a TV Itacolomi, assim como a TV Tupi, influencia a vida de todos que atuam na área do audiovisual”, afirmou.

TV ITACOLOMI – A PIONEIRA DE MINAS

Museu da Imagem e do Som. Av. Álvares Cabral, 560, Centro, (31) 3277-4131. De segunda a sexta, das 9h às 18h; terça, das 9h às 21h. Em cartaz até dezembro de 2019. Entrada franca.

MAIS SOBRE ARTES-E-LIVROS