Em mostra, Verônica Alkmim investiga o corpo como espaço existencial

'Delikatessen' será aberta ao público nesta quarta-feira (31), na PQNA Galeria do Palácio das Artes

por Mariana Peixoto 30/01/2018 09:37
Verônica Alkmim França/Divulgação
Trabalhos de Verônica Alkmim estarão expostos na PQNA Galeria do Palácio das Artes. (foto: Verônica Alkmim França/Divulgação )

 

Radicada em Estocolmo, Suécia, há 25 anos, a artista plástica mineira Verônica Alkmim França volta a Belo Horizonte para apresentar uma série de trabalhos. A mostra Delikatessen será aberta ao público nesta quarta-feira (31), na PQNA Galeria do Palácio das Artes.

“Minha questão (como artista) é o corpo como espaço existencial”, afirma. A exposição reúne 12 imagens, um vídeo, uma instalação e uma placa que exploram o tema. “Esses trabalhos mostram o corpo como mercadoria. É uma questão que tem inúmeros significados. As imagens foram tiradas em um cenário que montei. Eles (os significados) são complicados, pois mostram um momento que não consigo repetir.” As cenas fotografadas misturam objetos, manequins, placas e outros objetos.

Neta de Chichico Alkmim (1886-1978), pioneiro da fotografia em Minas Gerais, Verônica retorna ao Palácio das Artes 26 anos depois de apresentar a mostra Arte vestível, na Galeria Genesco Murta. “O vestuário na cultura é uma das raízes do meu trabalho”, acrescenta ela, coautora do livro O olhar eterno de Chichico Alkmim (2005) e curadora do acervo do fotógrafo de Diamantina, hoje sob a guarda do Instituto Moreira Salles.

O espaço exíguo da PQNA Galeria não limitará a exposição da artista. Além das imagens apresentadas no Palácio das Artes, Delikatessen poderá ser vista em vários locais de Belo Horizonte. Uma empresa de painéis eletrônicos vai exibir detalhes das imagens de Verônica em 12 espaços da cidade. Um deles é a maior empena (parede lateral de um edifício) digital da América Latina, na Avenida Raja Gabaglia, 4.103, no Bairro Santa Lúcia.

“A ideia é justamente extrapolar o espaço de uma galeria. Com isso, questiono também o espaço do artista. Hoje, há muito mais artistas do que espaços expositivos”, observa Verônica. Ela acredita que ao levar a arte para além da galeria, seu trabalho vai levantar questões sobre a sociedade atual, “amplamente conectada”.

DELIKATESSEN

Trabalhos de Verônica Alkmim França. A partir de quarta-feira (31/1), na PQNA Galeria do Palácio das Artes. Av. Afonso Pena, 1.537, Centro, (31) 3236-7400. Visitação de terça-feira a sábado, das 9h30 às 21h, e domingo, das 16h às 21h. Até 25 de março.

['__class__', '__cmp__', '__contains__', '__delattr__', '__delitem__', '__dict__', '__doc__', '__eq__', '__format__', '__ge__', '__getattribute__', '__getitem__', '__gt__', '__hash__', '__init__', '__iter__', '__le__', '__len__', '__lt__', '__module__', '__ne__', '__new__', '__reduce__', '__reduce_ex__', '__repr__', '__setattr__', '__setitem__', '__sizeof__', '__str__', '__subclasshook__', '__weakref__', 'clear', 'copy', 'fromkeys', 'get', 'has_key', 'items', 'iteritems', 'iterkeys', 'itervalues', 'keys', 'pop', 'popitem', 'request', 'setdefault', 'update', 'values', 'viewitems', 'viewkeys', 'viewvalues']

MAIS SOBRE ARTES-E-LIVROS