UAI

'Fiquei muito assustado', diz Sidney Magal após sofrer AVC durante show

Cantor falou sobre sua internação após uma crise de hipertensão arterial durante um show, em maio. 'Eu sei que agora eu tenho que me comportar', relata

'Fiquei muito assustado', desabafa Sidney Magal após sofrer AVC durante show Reprodução/TV Globo
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 18/06/2023 20:56
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Sidney Magal conversou com o Fantástico, da TV Globo, após ficar internado por cerca de dez dias. O cantor falou sobre a preparação para sua volta aos palcos e contou sobre o Acidente Vascular Cerebral (AVC) que teve no palco durante um show em São José dos Campos, interior de São Paulo, em maio deste ano.

Leia Mais

O músico teve "um pequeno sangramento espontâneo agudo no cérebro, sem sequelas", após uma crise de hipertensão arterial. Magal passou 10 dias no hospital e conta que toma remédio para hipertensão há muito tempo, mas confessou que leva um estilo de vida de excessos. Vale destacar, que segundo os médicos, mesmo tomando o medicamento, o remédio sozinho não resolve. 

 

"Eu tomo remédio há mais de 30, 40 anos", destacou. "Então eu sei que agora eu tenho que me comportar, sou uma pessoa que eu como demais, eu bebo demais. Eu amo demais. Tudo na minha vida é demais", acrescentou.

 

O artista relembra o show, do dia do acidente. "Eu faço pot-pourri da Jovem Guarda agitadíssimo, muito bom. E depois eu entro no pot-pourri do Tim Maia com músicas mais românticas e tal. Aí eu sentei e vi que realmente estava tonto, né? Que tinha alguma coisa acontecendo", recordou.

"Eu fiquei muito assustado realmente porque digo 'gente, será que eu vou embora assim?' Não quero morrer no palco, apesar de amar o palco".

Sidney Magal

No fim de julho, o dono do hit Sandra Rosa Madalena deve voltar aos palcos. "Eu quero ver as pessoas, eu quero andar nos lugares, eu quero sentir. Meu problema é sentir. Vida, vida, para mim, é movimento", celebrou.

 

"Eu quero ver as pessoas, eu queVou misturar os repertórios. Já numa tentativa de mostrar para as pessoas que eu posso ser mais romântico daqui para frente. Eu quero subir naquele palco exatamente da maneira que eu desci daquele palco, com aquele público cantando. Eu vibrando. Eu me movimentando. E eu com o mesmo fôlego, com a mesma energia, porque eu não quero dar para o meu público menos do que eu sempre deio andar nos lugares, eu quero sentir. Meu problema é sentir. Vida, vida, para mim, é movimento", finalizou.

 

Além das apresentações, em sua agenda também está prevista uma novidade: a criação de um selo dos Correios com seu rosto estampado e uma exposição em sua homenagem.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp