UAI

Prefeito de Fortaleza cancela show de Victor e Leo no São João da cidade

A apresentação da dupla para as festividades juninas de 2024 foi rejeitada pelo público por causa da condenação de agressão de Victor Chaves contra a ex-mulher

Prefeito de Fortaleza cancela show da dupla Victor e Leo no São João da cidade Divulgação/Reprodução/Instagram
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 20/05/2024 08:28
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

O prefeito José Sarto (PDT) informou, neste domingo (19/05), que está cancelado o show de Victor e Leo no São João de Fortaleza 2024. A dupla sertaneja mineira havia sido anunciada como uma das atrações das festividades juninas deste ano. A mudança vem logo após duras críticas da população e de parlamentares, que relembraram que Victor Chaves já foi condenado por agressão contra a ex-mulher Poliana Bragantini.

Leia Mais

Em um comunicado compartilhado nas redes sociais, o parlamentar afirmou que solicitou a troca da atração. "Determinei a substituição da dupla Victor e Leo em nosso São João. Mesmo que os cachês dos artistas sejam pagos por patrocinadores, trata-se de um evento público, e cabe à prefeitura essa decisão", afirmou.

 

Na sequência, José adiantou ainda que a programação completa do evento será divulgada em breve e lembrou que o São João da capital do Ceará será entre 28 e 30 de junho, no Aterrinho da Praia de Iracema.

 

Na aba dos comentários, internautas elogiaram a decisão de José e aproveitaram para sugerir nomes, como Mastruz com Leite, Dorgival Dantas, Alceu Valença e Magníficos. "Decisão sensata. São João é uma festa tradicional do Nordeste, por isso temos os melhores aqui. Não precisa pagar cachês milionários para os de fora. Vamos valorizar os excelentes artistas que temos", disse uma internauta. "Fez muito certo. Lugar de homem que bate em mulher é na prisão e não em palco", afirmou outro. "É São João tem haver com sanfona com forró, não desmerecendo Tantos artistas aqui em Fortaleza", declarou um terceiro. "Nosso prefeito, com grande sensibilidade, promove mais uma importante decisão, acertadissima e com grande respeito em defesa de todas as mulheres de Fortaleza", declarou mais uma.

 

Vale destacar, que o cantor sertanejo foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) em 2019 a cumprir 18 dias de prisão em regime aberto, mas recorreu. Teve também que pagar R$ 20 mil à ex-companheira. O caso começou em 2017, quando o músico foi indiciado inicialmente pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), após conclusão de um primeiro inquérito. No dia 24 de fevereiro, Poliana fez um boletim de ocorrência (BO) alegando ter sido agredida pelo então marido por motivos fúteis, que foi jogada no chão e recebeu vários chutes. Além disso, ela foi impedida de sair do local por um segurança e pela cunhada.

 

Imagens de câmeras de segurança de um elevador onde os dois estavam mostram a briga — e foi o responsável, entre outros motivos, para o fim da dupla. Na época, ela estava grávida do segundo filho de Victor. No mesmo ano da condenação, ele surgiu num vídeo que gerou polêmica por ironizar a acusação. Na publicação, ele simula uma entrevista, com o seguinte diálogo: "Senhor Victor, consta que o senhor teria desferido 15 chutes na barriga de uma grávida. A pergunta é: 'O senhor joga futebol?'". Na sequência, ele mesmo responde, aos risos: "Jogo de vez em quando, mas nunca consegui acertar um chute".

 

Confira, abaixo, o post:

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp