UAI

Após fama, ator mineiro se diverte com Carnaval: 'Todo mundo me agarrando'

Amaury Lorenzo, que viveu Ramiro em Terra e Paixão, celebrou a consequência da fama

Após fama, ator de Minas Gerais se diverte com Carnaval: 'Todo mundo me agarrando' Divulgação/Agência News/Leo Franco/Reprodução/Instagram
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 03/02/2024 19:39
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Amaury Lorenzo, que interpretou Ramiro em Terra e Paixão (2023), começou 2024 animado. Após o sucesso estrondoso na novela das nove da Globo, o ator agora quer curtir muito o Carnaval.

Leia Mais

"O que o Ramiro me trouxe fez com que eu chegasse na casa das pessoas, né? Então isso é a maior felicidade para mim, esse personagem que eu amo, sou apaixonado. E aí vem o Carnaval, que é uma época que eu gosto muito, uma das minhas preferidas", contou em entrevista à revista Quem.

 

Durante 12 anos, o artista trabalhou em comissão de frente na Avenida, tendo sido jurado de mestre-sala e porta-bandeira. "Tenho um carinho muito grande pela Sapucaí. E faço pacote completo, também vou para os blocos. Os amigos até perguntam: 'Amaury, mas se você for pra bloco agora, talvez você não consiga se divertir, porque as pessoas vão estar querendo te abraçar'. Eu disse: 'rapaz, mas isso é que é bom, todo mundo me agarrando, a gente celebrando", declarou.

 

Solteiro, o galã relembra as paqueras antes de interpretar seu personagem mais conhecido. "Quando era antes do Ramiro e ninguém me conhecia, as pessoas davam mais em cima de mim, acredita? Estou falando sério. Agora, com o Ramiro, as pessoas ficam um pouco assustadas, elas olham de longe. Então essa é a triste realidade que eu tenho a dizer", brincou.

 

O mineiro também curte virar a noite na folia carnavalesca. "Gosto de ir para bloco, para a Sapucaí. E eu nunca fui esse pegador de Carnaval que todo mundo gosta. Eu sempre fui aquele que fica bebendo. Fico ali tomando minha cervejinha, me divertindo, abraçando os amigos, é isso [...] Eu gosto de chegar no Carnaval às quatro, cinco da tarde, ir andando e virar madrugada", afirmou.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp