UAI

Rainha pé-quente: Duas escolas de samba em que a influenciadora trans Mulher Abacaxi reinou sobem de grupo

A Chatuba de Mesquita, na qual Marcela Porto reinava à frente dos ritmistas subiu para a Série Prata; e a Vila Kennedy para a Série Bronze

Allan Bertozzi/ Divulgação Allan Bertozzi/ Divulgação - Reprodução / Internet
Redação - Observatório G clock 21/02/2024 04:23
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Depois de perder a coroa na União de Maricá, Marcela Porto, a Mulher Abacaxi, deu a volta por cima. Desfilou na Em Cima da Hora, pela Série Ouro, e duas escolas que se apresentaram na Intendente Magalhães, na Zona Norte do Rio, subiram de grupo.

Leia Mais

A apuração foi nesta terça-feira (20/02); Chatuba de Mesquita, na qual Marcela Porto reinava à frente dos ritmistas subiu para a Série Prata; e a Vila Kennedy, onde é rainha, para a Série Bronze.

'Eu estou em êxtase. Feliz demais. As escolas estavam lindas e mereceram. Eu sempre falo que nunca devemos desmerecer ninguém, quando uma porta se fecha outras se abrem', comenta.

Marcela apareceu careca na Sapucaí, mas nas outras escolas optou por lace. 'Acho que a fantasia pedia. E gosto de mudar o visual, mas estou amando essa liberdade de não ter cabelos', finaliza.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp