UAI

Diversidade será um dos pilares para empresas que buscam inovação em 2024

Para Alexandre Slivnik, especialista em excelência de serviços no Brasil, investir nessa filosofia é o caminho ideal para estabelecer equipes mais inovadoras, colaborativas e bem-sucedidas

Diversidade Diversidade (Reprodução/MDB) - Reprodução / Internet
Redação - Observatório G clock 15/02/2024 11:09
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

A discussão em torno da diversidade, equidade e inclusão (DEI) tem ganhado cada vez mais espaço no cenário corporativo, impulsionando organizações a repensarem suas práticas e políticas internas. Em 2024, a expectativa é que esses temas não apenas se mantenham em evidência, mas também se tornem prioridades estratégicas para empresas em todo o mundo.

Leia Mais

De acordo com Alexandre Slivnik, vice-presidente da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) e um dos maiores especialistas em excelência em serviços no Brasil, a diversidade deixou de ser apenas uma tendência para se transformar em um pilar fundamental no sucesso empresarial.

'As empresas perceberam que ambientes diversos promovem a inovação, aumentam a criatividade e impulsionam o desempenho geral. As organizações não devem ver a diversidade apenas como uma obrigação ética, mas como uma vantagem competitiva, afinal, pensamentos divergentes, desde que respeitados, levam à inovação e a inovação acelera o crescimento em busca de resultados', revela.

Desafios e oportunidades na jornada pela inclusão

Apesar do progresso nos últimos anos, a jornada rumo à inclusão ainda enfrenta desafios. 'Estereótipos e preconceitos podem criar barreiras. No entanto, em meio aos desafios, surgem oportunidades para criar ambientes de trabalho mais dinâmicos e acolhedores. Com isso, empresas que investem na capacitação e conscientização de suas equipes estão se destacando como líderes na promoção da diversidade', relata.

A implementação de políticas e práticas eficazes é crucial para a promoção da diversidade, equidade e inclusão. 'Em 2024, espera-se que as empresas se comprometam não apenas com declarações de intenção, mas com ações tangíveis. Programas de recrutamento inclusivos, treinamentos de sensibilização e medidas para combater o viés inconsciente são exemplos de estratégias que podem fazer toda a diferença', pontua.

O impacto nos resultados empresariais

Além dos benefícios éticos e culturais, a diversidade impacta diretamente os resultados financeiros das empresas. 'Estudos mostram que organizações com equipes diversas têm maior probabilidade de superar seus concorrentes. As empresas estão atentas a esse fato, buscando não apenas cumprir cotas, mas criar ambientes onde todos os colaboradores possam contribuir plenamente', declara o especialista.

Para Slivnik, a diversidade, equidade e inclusão surgem como pilares inegociáveis para as organizações que desejam prosperar em um ambiente de negócios cada vez mais inclusivo. 'Ao investir nessa filosofia, as empresas não apenas atendem às demandas da sociedade, mas também colhem os frutos de equipes mais inovadoras, colaborativas e bem-sucedidas. Ainda assim, a verdadeira transformação empresarial ocorre quando a diversidade não é apenas uma meta, mas uma realidade vivenciada por todos', finaliza.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp