UAI

Fiasco é uma história real? A verdade por trás da série da Netflix

Lançamento da Netflix faz o maior sucesso no streaming, mas é uma história real? Veja!

Fiasco é uma série de comédia francesa que mescla humor com caos em um formato de falso documentário.

Leia Mais

Criada por Igor Gotesman e Pierre Niney, a série segue a turbulenta jornada de Raphaël Valande em sua estreia como diretor, com o objetivo de honrar o legado de sua avó - uma combatente da Resistência durante a Segunda Guerra Mundial - por meio do cinema.

No entanto, à medida que as filmagens avançam, o set mergulha no caos quando um membro da equipe tenta sabotar a produção. Com um elenco talentoso que inclui Niney, François Civil, Géraldine Nakache e Pascal Demolon, além de uma participação especial de Vincent Cassel, Fiasco traz um vislumbre humorístico e envolvente dos bastidores de uma produção cinematográfica que deu errado.

Enquanto os documentários são esperados para fornecer uma representação realista de seus temas, os falsos documentários adotam uma abordagem diferente, apresentando eventos fictícios em um formato aparentemente documental.

Essa mistura de realidade e sátira traz perguntas sobre a verdadeira natureza de tais produções. Vamos ver se Fiasco é baseado em fatos.

Fiasco está na Netflix foto:
Redação - Observatório do Cinema clock 01/05/2024 17:00
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

Fiasco é baseado em uma história real?

Como muitos falsos documentários, Fiasco serve como um comentário satírico sobre seu tema.

Escrito por Igor Gotesman e Pierre Niney, a narrativa de Raphaël Valande e suas desventuras é totalmente fictícia. No entanto, mesmo na ficção, muitas vezes há vestígios de realidade.

Embora à primeira vista seja resultado da criatividade da equipe de roteiristas, essa série de falsos documentários, centrada em uma produção cinematográfica desastrosa, parece prestar homenagem inadvertidamente a Eleanor Coppola, falecida esposa do cineasta Francis Ford Coppola.

Conhecida por sua documentação da tumultuada produção de Apocalypse Now, o legado de Eleanor é sutilmente ecoado na caótica representação dos bastidores de Fiasco.

A suposta inspiração por trás de 'Fiasco' remonta ao aclamado documentário Hearts of Darkness: A Filmmaker's Apocalypse, lançado em 1991. Dirigido por Eleanor Coppola, Fax Bahr e George Hickenlooper, o documentário mergulha na tumultuada produção do filme de guerra de Francis Ford Coppola Apocalypse Now (1979), destacando os inúmeros desafios que quase arruinaram a vida e a carreira do renomado diretor.

Enquanto Heart of Darkness captura as lutas da vida real da produção cinematográfica, a narrativa fictícia de Fiasco leva isso ainda mais longe, retratando a estreia cinematográfica desastrosa de Raphaël Valande como quase irreparável, eclipsando até mesmo os desafios documentados no documentário original.

Fiasco oferece uma exploração única dos desafios intrincados da produção cinematográfica, lançando luz sobre as lutas frequentemente ignoradas nos bastidores. Ele se concentra em temas do mundo real, dos quais o público em geral pode não apreciar totalmente a dedicação e o trabalho por trás de cada produção. A série enfatiza a ideia de que até mesmo filmes falhos demandam esforço considerável, defendendo uma compreensão mais nuanceada e empatia em relação ao processo cinematográfico.

Fiasco está disponível na Netflix.

O post Fiasco é uma história real? A verdade por trás da série da Netflix apareceu primeiro em Observatório do Cinema.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp