UAI

Oito filmes para celebrar o Dia Internacional da Mulher

De Glória Pires em Nise, a Salma Hayek, em Frida, reunimos alguns dos filmes mais inspiradores que enaltecem a resiliência de mulheres fortes

Oito filmes para celebrar o Dia Internacional da Mulher Divulgação/Montagem
Douglas Lima - Especial para o Uai clock 08/03/2024 08:28
compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp SIGA NO google-news

O Dia Internacional da Mulher inspira uma série de reflexões e comemorações ao longo do mundo. 8 de março é uma data para exaltarmos a luta das mulheres contra machismo, desigualdade salarial, violência diária, entre outras batalhas.

Leia Mais

Nas produções audiovisuais não faltam filmes e documentários que exaltam o poder e o protagonismo feminino  para relaxar e, ao mesmo tempo, aprender algo novo no streaming. Por isso, o Portal UAI separou oito deles para você curtir. Aperte o play e inspire-se!

A Cor Púrpura (1985)

Em uma pequena cidade Celie (Whoopi Goldberg), uma jovem negra com apenas 14 anos que foi violentada pelo pai, se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de procriar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã, e é doada a Mister (Danny Glover), que a trata simultaneamente como escrava e companheira. Grande parte da brutalidade de Mister provêm por alimentar uma forte paixão por Shug Avery (Margaret Avery), uma sensual cantora de blues. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas, primeiramente com Deus e depois com a irmã Nettie (Akosua Busia), missionária na África. Mas quando Shug, aliada à forte Sofia (Oprah Winfrey), esposa de Harpo (Willard E. Pugh), filho de Mister, entram na sua vida, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

Disponível: HBO.

Legalmente Loira (2001)

Elle Woods (Reese Whiterspoon) é uma típica patricinha, estudante de moda e presidente da fraternidade de onde estuda, Miss Junho no calendário do campus e, além disso, uma loira natural. Elle ainda namora o garoto mais bonito do seu colégio, Warner Huntington III (Matthew Davis), com quem inclusive planeja se casar no futuro. Mas Elle tem um problema que incomoda Warner: ela é fútil demais! Até que, quando Warner vai estudar Direito na Universidade de Harvard, ele passa a namorar uma nova garota (Selma Blair) e decide largar Elle, que não se dá por vencida e decide estudar e entrar para a mesma faculdade e provar que inteligência não depende de aparências

Disponível: Amazon Prime Video e Apple TV.

Histórias Cruzadas (2011)

Skeeter (Emma Stone) é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da pequena cidade no estado do Mississipi, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte, nos anos 60. Aibileen Clark (Viola Davis), a empregada da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista, o que desagrada a sociedade como um todo.

Disponível: Star+. 

As Sufragistas (2015)

No final do século XIX e início do XX, após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não possuem o direito de voto no Reino Unido. Um grupo militante decide coordenar atos de injustiça, quebrando vidraças e explodindo caixas de correio, para chamar a atenção dos políticos locais à causa. Maud Watts (Carey Mulligan), sem formação política, descobre o movimento e passa a cooperar com as novas feministas em prol da igualdade de direitos e de oportunidades. Por isso, começa a sofrer as consequências de não seguir as regras impostas pelos homens e enfrenta grande pressão da polícia e dos familiares para voltar ao lar, mas decide que o combate pela igualdade de direitos merece alguns sacrifícios. 

Disponível: Apple TV.

Nise: O Coração da Loucura (2015)

Ao sair da prisão, a doutora Nise da Silveira (Glória Pires) volta aos trabalhos num hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro e propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia no tratamento dos esquizofrênicos. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor, loucura e da arte.

Disponível: Star .

Mulher Maravilha (2017)

Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra. 

[VIDEO9]

Disponível: Max, Amazon Prime Video e Apple TV.  

Adoráveis Mulheres (2019)

As irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta enquanto os Estados Unidos atravessam a Guerra Civil. Com personalidades completamente diferentes, elas enfrentam os desafios de crescer unidas pelo amor que nutrem umas pelas outras.

Disponível: Amazon Prime Video e Apple TV.

 

Frida (2022) 

Frida Kahlo (Salma Hayek) foi um dos principais nomes da história artística do México. Conceituada e aclamada como pintora, ele teve um casamento aberto com Diego Rivera (Alfred Molina), seu companheiro também nas artes, e ainda um controverso caso com o político Leon Trostky (Geoffrey Rush), além de várias outras mulheres.

Disponível: Apple TV.

compartilhe icone facebook icone twitter icone whatsapp