Lançamento da Plataforma Coletiva Queerlombos

DATA

  • 27/07/2020 à 27/07/2020
  • Hora início: 20:00
  • Hora fim: 22:00

PREÇOS

  • Entrada Franca

A Plataforma Coletiva Queerlombos lança no dia 27 de julho a primeira plataforma de conteúdo LGBTQIA de Minas Gerais (https://queerlombos.org/). O lançamento será acompanhado da realização de rodas de conversa pelo Zoom e YouTube entre os dias 27 de julho e 1º de agosto, sempre às 20h. Chamado de Canjerê de Ideias, esse ciclo de bate-papos gratuitos contará com artistas que abordarão temas como outras possibilidades de existência e a participação de outros corpos na arte. 
 
O projeto conta com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e lançará mais três produtos até setembro de 2020. São eles: o podcast Canjerê de Ideias, o produto audiovisual EscutaQueer e uma revista digital. 
 
O intuito é oferecer de forma pública e gratuita conteúdo sobre e para a comunidade LGBTQIA , fomentando e estimulando discussões. "Esperamos que ações coletivas como essa possam aproximar a multiplicidade existente dentro do nosso movimento", diz Fredda Amorin, produtora geral do projeto. 
 
A Plataforma Coletiva Queerlombos surgiu em 2016 a partir do encontro de vários artistas, profissionais da cultura e pesquisadores em Ouro Preto. Em 2019, estendeu a sua atuação para capital mineira. Já realizou cinco eventos em Ouro Preto e Mariana, promovendo a reflexão e troca sobre as temáticas e pautas relevantes para a cultura LGBTQIA .
 
Site 
 
O site (https://queerlombos.org/) será lançado no dia 27 de julho e tem como proposta oferecer conteúdos produzidos por e para comunidade LGBTQIA , ampliando o diálogo com artistas e coletivos de Minas Gerais, assim como parceiros do projeto. O objetivo é que a rede potencialize as vozes desses sujeitos e as trocas entre eles. Os temas consideram as interseccionalidades entre os movimentos sociais, levando em conta questões para além da sexualidade, como raça, gênero e classe. 
 
O espaço na web reproduz as cartografias e percursos que a Coletiva Queerlombos e as pessoas parceiras realizam nos territórios. O espaço é a transposição da proposta territorial/organização social para um site, ou sítio. A forma de navegação é uma experiência cartográfica, na qual quem navega pode escolher uma tag ou assunto e explorá-lo a partir de diversos percursos, podendo interagir com todos os links inscritos. Uma outra possibilidade é navegação pelos blocos temáticos desta edição do evento: encontros, afetos e (re)existências. 
 
As postagens que já estão disponíveis no site abordam temas como direito, políticas públicas, subjetividades e outras possibilidades de existência a partir de um diálogo com as expressões artísticas, entre elas a performance, teatro, fotografia, vídeo, poesia e literatura. É possível também conferir relatos sobre projetos e ações no âmbito da educação e reflexões sobre as edições anteriores de eventos realizados pela Plataforma Coletiva Queerlombos. O site aceita colaborações. Para enviar o seu conteúdo, acesse a aba respectiva no site. 
 
Além de espaço de troca, o portal funciona como um mapeamento das pessoas e coletivos que desenvolvem trabalhos com cultura, arte, políticas públicas e movimento sociais e culturais. "É uma possibilidade para que artistas que ainda não tenham tanta visibilidade possam construir redes, constituindo esse território virtual enquanto um espaço de apresentação e documentação de seus trabalhos e pesquisas, garantindo a pluralidade de conteúdos e, portanto, de público e visitantes no nosso portal", afirma Túlio Colombo, articulador sociocultural e proponente do projeto em Belo horizonte. 
 
Canjerê de Ideias 
 
No dia 27 de julho, junto ao lançamento do site, tem início o Canjerê de Ideias, um ciclo de bate-papos gratuitos pelo Zoom e YouTube. Entre os dias 27 de julho e 1º de agosto, sempre às 20h, artistas conduzirão conversas sobre outras possibilidades de existência e a participação de outros corpos na arte. A ideia é criar um espaço de encontro, escuta e fala. 
 
Canjerê é um dos nomes dados à uma reunião de pessoas de Axé, candomblecistas, umbandistas. É nesse sentido, uma celebração da possibilidade das pessoas estarem juntas, cultivando a energia da vida (asé). É o encontro para o estudo da magia e da ritualística africana na diáspora brasileira.
 
A atividade reforça a oralitura como um dos canais de transmissão de ideias nas culturas africanas e afrodiaspóricas. A Plataforma Coletiva Queerlombos é um Canjerê, um terreiro de ideias em ebulição que gira para a esquerda, no sentido contrário ao do próprio tempo. Há algum tempo, a Queerlombos vem erguendo espaços de sonho e discussão, de delírio e de razão. 
 
Confira os temas e participantes convidados pela curadoria do projeto: 
 
Canjerê de Ideias 1 - Arte Transviada
Com Titi Rivotril e mediação de Fredda Amorim 
Data: 27/07/2020
Horário: 20h
 
Canjerê de Ideias 2 - A Cena Transmasculina 
Com João Maria Kaisen e Mediação de Théo Mantelato 
Data: 28/07/2020
Horário: 20h
 
Canjerê de Ideias 3 - Pretas e arte queer 
Com Nickary Aycker e mediação de Karla Ribeiro 
Data: 29/07/2020
Horário: 20h
 
Canjerê de Ideias 4 - Corpa Caminhão 
Com Jamine Miranda (@pretacaminhao) e mediação de Mayra Pietrantonio 
Data: 30/07/2020
Horário: 20h
 
Canjerê de Ideias 5 - Outras Corpas Produzindo Moda 
Com Dyony da @trashrealoficial e mediação de Vina Jaguatirica 
Data: 31/07/2020
Horário: 20h
 
Canjerê de Ideias 6 - A Corpa é Uma Festa 
Com as DJS Pat Manoese e Kingdom e mediação de Jahi Amani 
Data: 01/08/2020
Horário: 20h

https://queerlombos.org

+EVENTOS

Eventos