Montamos um roteiro para você curtir o Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro sempre foi muito mais que o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor e o Calçadão. É possível explorar outros cantos, como a Zona Portuária. A reportagem do Estado de Minas mergulhou fundo nesse novo lado do Rio e preparou um roteiro de três dias para você.

por Alessandra Alves 07/02/2017 07:00
Alessandra Alves/EM
Aqua Rio é um passeio que agrada tanto crianças quanto adultos (foto: Alessandra Alves/EM)

Pa­ra quem gos­ta de sam­ba, a re­gi­ão é um oásis. Vo­cê po­de co­me­çar a ma­nhã vi­si­tan­do o Sam­bó­dro­mo e a Ci­da­de do Sam­ba, que abri­ga, em um só es­pa­ço, as es­co­las do Gru­po Es­pe­ci­al do Rio de Janeiro. Os bair­ros Gam­boa e La­pa, den­tro da re­gi­ão, são a me­lhor pe­di­da pa­ra quem pro­cu­ra uma noi­te agi­ta­da com ro­das de samba. O tra­di­ci­o­nal en­con­tro na Pe­dra do Sal ocor­re às se­gun­das-fei­ras, a par­tir das 18h, e fi­ca lotado.
Ana Clara Brant/EM
Museu do Amanhã, no Pier Mauá mostra a excelência da arquitetura de Santiago de Calatrava no Brasil (foto: Ana Clara Brant/EM)

Mas se sam­ba não é a sua praia, que tal co­me­çar o dia com um ro­tei­ro cul­tu­ral? A Zo­na Por­tu­á­ria abri­ga o re­cém-inau­gu­ra­do Mu­seu do Ama­nhã e tam­bém o Mu­seu de Ar­te do Rio de Janeiro. O pri­mei­ro é di­fe­ren­te de tu­do o que vo­cê já imaginou. Es­que­ça as lon­gas ca­mi­nha­das con­tem­plan­do obras de ar­te – pen­se em in­te­ra­ção, tec­no­lo­gia e ciência. Já o Mu­seu de Ar­te do Rio (MAR) con­ta a his­tó­ria da ci­da­de, dan­do aten­ção es­pe­ci­al aos ar­tis­tas nacionais.
Alessandra Alves/EM
O Píer Mauá ganhou grafites de artistas consagrados, como este mural de Eduardo Kobra (foto: Alessandra Alves/EM)

Se a fo­me ba­ter, apro­vei­te pa­ra co­nhe­cer o ter­ra­ço do MAR. Uma op­ção pa­ra o al­mo­ço é o Res­tau­ran­te Mauá, no úl­ti­mo pi­so. Com vis­ta pa­ra a Baía de Gua­na­ba­ra, o res­tau­ran­te tem pra­tos a par­tir de R$ 48. Mas se a in­ten­ção é gas­tar um pou­co me­nos, o Cris­tó­vão Ca­fé e Bis­trô, no tér­reo, ofe­re­ce o me­nu com­ple­to (en­tra­da, pra­to prin­ci­pal e so­bre­me­sa) por R$ 45,90. Pa­ra ven­cer aque­le ma­ras­mo de­pois do al­mo­ço, uma di­ca é ca­mi­nhar pe­lo Pí­er Mauá, que, re­vi­ta­li­za­do, ga­nhou gra­fi­tes de ar­tis­tas con­sa­gra­dos, co­mo Eduar­do Ko­bra, e pe­ri­o­di­ca­men­te re­ce­be sho­ws, ex­po­si­çõ­es e en­con­tros de food-trucks. Fique de olho na programação.
Alessandra Alves/EM
Imperdível conhecer o Restaurante Mauá; gastronomia refinada e premiada (foto: Alessandra Alves/EM)

A tar­de po­de ter­mi­nar no mai­or aquá­rio ma­ri­nho da Amé­ri­ca do Sul. O Aqua­Rio fi­ca a pou­cos me­tros do Pí­er Mauá e é um pas­seio agra­dá­vel tan­to pa­ra cri­an­ças quan­to pa­ra adultos. São 26 mil me­tros qua­dra­dos que abri­gam mais de 350 es­pé­ci­es ma­ri­nhas, co­mo mo­rei­as, pei­xes-le­ão, pei­xes-pe­dra e rai­as elétricas. Mas a atra­ção prin­ci­pal fi­ca em um tú­nel de acrí­li­co, on­de o vi­si­tan­te en­tra e vê de per­to du­as es­pé­ci­es de tu­ba­rão, man­go­na e lambaru. O pre­ço do in­gres­so pa­ra adul­to é R$ 80.

BAR­RA DA TI­JU­CA

Pa­ra o se­gun­do dia de tour, que tal vi­si­tar o es­pa­ço que abri­gou o par­que olím­pi­co? Se, em ju­lho de 2016, o lo­cal re­ce­beu as are­nas ca­ri­o­cas 1, 2, 3, o ve­ló­dro­mo, a Are­na do Fu­tu­ro, en­tre ou­tros es­pa­ços es­por­ti­vos, ago­ra, uma par­te se­rá usa­da pa­ra se­di­ar even­tos, co­mo o Ro­ck In Rio, e ou­tra se­rá trans­for­ma­da em com­ple­xo es­por­ti­vo pa­ra es­tu­dan­tes e atle­tas de al­to rendimento.

A Bar­ra da Ti­ju­ca tam­bém abri­ga be­las praias. Se o tu­ris­ta bus­ca sos­se­go, a Praia da Re­ser­va é uma opção. O lu­gar é ide­al pa­ra quem quer con­ta­to com a na­tu­re­za e fu­gir da ba­da­la­ção e dos agi­tos da Zo­na Sul. Já a Praia do Pe­pê é mais mo­vi­men­ta­da e po­int cer­to de jo­vens esportistas. Ali é o lo­cal pa­ra se aven­tu­rar em es­por­tes aquá­ti­cos, co­mo win­d­sur­fe e bodybord. Já a Praia da Bar­ra é mais mo­vi­men­ta­da e com op­çõ­es de qui­os­que, além de ser pró­xi­ma de res­tau­ran­tes e da ave­ni­da prin­ci­pal do bair­ro (Ave­ni­da das Amé­ri­cas).

Se vo­cê não quer ir em­bo­ra sem ver o Cris­to Re­den­tor, o voo pa­no­râ­mi­co de he­li­cóp­te­ro é uma op­ção sem fila. O in­ves­ti­men­to é al­to, mas va­le ca­da cen­ta­vo (ver qua­dro). O voo du­ra 1 ho­ra e se ini­cia na Bar­ra da Ti­ju­ca, so­bre­vo­an­do as prai­as, a Pe­dra da Gá­vea, o Pão de Açú­car, o Cris­to e os prin­ci­pais pon­tos tu­rís­ti­cos do Rio. Ver aque­la imen­si­dão de be­le­za ali de ci­ma faz você ter cer­te­za do mo­ti­vo pe­lo qual o Rio é cha­ma­do de Ci­da­de Maravilhosa.
Alessandra Alves/EM
Não deixe de apreciar o pôr do sol da pedra do Arpoador (foto: Alessandra Alves/EM)

Ago­ra, que vo­cê já co­nhe­ce o no­vo la­do do Rio, é ho­ra de co­nhe­cer ou re­vi­si­tar os pon­tos mais badalados. As­sis­ta ao pôr do sol no Ar­po­a­dor, fa­ça uma ca­mi­nha­da no Cal­ça­dão e to­me um ba­nho de mar no Leblon. Em Ipa­ne­ma, não dei­xe de pas­se­ar pe­la Ave­ni­da Vis­con­de de Pi­ra­já, on­de há inú­me­ras op­çõ­es de compras. Pa­ra ar­re­ma­tar a noi­te, ex­pe­ri­men­te os fa­mo­sos bur­gers da T.T. Bur­gue­ria, tam­bém com op­çõ­es vegetarianas.

CON­COR­RÊN­CIA

Marriott/Divulgação
Re­si­den­ce Inn Bar­ra da Tijuca (foto: Marriott/Divulgação)

Se a vin­da do Uber pa­ra o Bra­sil fez com que al­guns ta­xis­tas me­lho­ras­sem seus ser­vi­ços e ofe­re­ces­sem pre­ços mais con­vi­da­ti­vos aos cli­en­tes, en­tão po­de­mos acre­di­tar que a pre­mis­sa tam­bém fun­ci­o­nou no se­tor de hospedagem. De­pois que pla­ta­for­mas on-li­ne pas­sa­ram a ofe­re­cer pre­ços me­no­res pa­ra alu­guel de quar­tos e ca­sas em ci­da­des do país, a re­de ho­te­lei­ra se viu in­cli­na­da a en­trar na disputa. Com a vin­da da Olim­pí­a­da pa­ra o Bra­sil, che­ga­ram tam­bém os apart-ho­téis de luxo.

Co­zi­nha com­ple­ta, com ge­la­dei­ra, mi­cro-on­das e la­va-lou­ças, é ape­nas um dos itens que es­sa no­va ca­te­go­ria oferece. A ideia é que o hós­pe­de sin­ta o con­for­to de ca­sa, mas com o re­quin­te de ser­vi­ços de um hotel. Por is­so, co­mo­di­da­des co­mo pis­ci­na, aca­de­mia e ser­vi­ço de quar­to são man­ti­das, en­quan­to ou­tros ser­vi­ços, co­mo la­van­de­ria e com­pras em su­per­mer­ca­do, são acres­cen­ta­dos à lista.

“Ve­mo-nos co­mo con­cor­ren­tes di­re­tos do Air­b­nb”, ga­ran­te o di­re­tor de ven­das do Cour­tyard e Re­si­den­ce Inn na Bar­ra da Ti­ju­ca, Fer­nan­do Cassuli. Ele ex­pli­ca que os no­vos ho­téis tra­ba­lham com a pre­mis­sa de lon­ga es­ta­da e, por is­so, ten­tam ofe­re­cer ao hós­pe­de a pos­si­bi­li­da­de de rotina. Tam­bém por tra­ba­lhar com o ob­je­ti­vo de fa­zer o hós­pe­de fi­car mais, as di­á­ri­as têm ta­ri­fas fle­xí­veis, di­mi­nu­in­do de va­lor à me­di­da que au­men­ta o nú­me­ro de dias.
Marriott/Divulgação
(foto: Marriott/Divulgação)

Além de quar­tos mais es­pa­ço­sos e equi­pa­dos, al­guns ho­téis ofe­re­cem ser­vi­ço de shut­tle gra­tui­to, uma es­pé­cie de ci­tytour, que le­va o hós­pe­de pa­ra co­nhe­cer os pon­tos tu­rís­ti­cos da re­gi­ão, ca­so do Cour­tyard e do Re­si­den­ce Inn Bar­ra da Tijuca. Uma van, que fun­ci­o­na das 7h30 às 19h30, se­gue um ro­tei­ro que in­clui sho­p­pin­gs, res­tau­ran­tes e prai­as pró­xi­mas ao hotel. É uma op­ção pa­ra o tu­ris­ta que não vai de car­ro e quer ex­plo­rar a re­gi­ão sem ter que usar trans­por­te pú­bli­co ou pago. O ser­vi­ço é cortesia.

* A re­pór­ter vi­a­jou a con­vi­te da Rede Marriott de Hotéis

Serviço

» Museu do Amanhã

  • Praça Mauá, 1, Centro
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h (com a última entrada às 17h)
  • Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Às terças, a entrada é franca

» Museu de Arte do Rio (MAR)

  • Praça Mauá, 5, Centro
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 17h
  • Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Às terças, a entrada é franca

» Bilhete único dos museus (MAR + Museu do Amanhã)

  • R$ 32 (inteira) e R$ 16 (meia)

» Aquário

  • Praça Muhammad Ali, Gambôa
  • Funcionamento: todos os dias, das 10h às 18h
  • Ingresso: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia e para crianças de 3 a 11 anos)

» Voo panorâmico de helicóptero

  • Lynx Aviação
  • Aeroporto de Jacarepaguá
  • Avenida Ayrton Senna, 2.541 – Rua A – Hangar 74/75 – Barra da Tijuca
  • Voos a partir de R$ 4.500 a hora ou R$ 900 por pessoa

 » AC Hotel Porto Maravilha

  • Rua Cordeiro da Graça, 598, Porto Maravilha
  • Diárias a partir de R$ 241

» Courtyard Barra da Tijuca

  • Av. Embaixador Abelardo Bueno, 5.001, Barra da Tijuca
  • Diárias a partir de R$ 266

» Residence Inn Barra da Tijuca

  • Av. Embaixador Abelardo Bueno, 5.001, Barra da Tijuca

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE TURISMO